Boris Johnson pede desculpas por explicar mal normas de segurança

O primeiro-ministro do Reino Unido apontou que a nordeste o máximo de pessoas que poderiam conviver em espaços fechados, sendo de casas diferentes, eram seis, no entanto essa não é a medida que entrará em vigor ainda esta terça-feira.

Boris Johnson | Twitter

O primeiro-ministro britânico, Boris Johhnson pediu desculpas esta terça-feira, 29 de setembro, através da sua conta da rede social Twitter por ter explicado mal as normas de segurança durante um discurso no parlamento britânico.

“Peço desculpa, expliquei-me mal. A nordeste, as novas regras dizem que não é possível pessoas de diferentes famílias socializarem em espaços fechados, incluindo pubs, restaurantes e a própria casa. Deve ser evitado também a socialização com outras famílias em espaços públicos”, escreveu o primeiro-ministro do Reino Unido.

Boris Johnson, noutra publicação também feita esta terça-feira, admite que as medidas são “vitais para controlar a disseminação do coronavírus e manter todos seguros”. “Se está numa área de alto risco, por favor continue a seguir as instruções das autoridades locais”.

Segundo a Bloomberg, esta foi a terceira vez, nas últimas três horas que porta-vozes do governo do britânico foram pouco claros ao explicar as novas regras que vão entrar em vigor a partir da meia-noite desta terça-feira. As novas medidas têm como primeiro objetivo travar o número de casos no nordeste do Reino Unido.

Gillian Keegan, membro do parlamento britânico, simplesmente admitiu que não sabia indicar as normas de segurança durante uma entrevista para uma rádio do Reino Unido, enquanto o porta-voz de Boris Johnson, James Slack, disse a jornalista, por telefone, que os detalhes seriam revelados mais tarde.

Quando chegou a vez de Boris Johson falar sobre as regras de segurança garantiu que pessoas que a nordeste podiam socializar-se com outras famílias, em grupos de no máximo seis.

“No Nordeste ou em outras áreas onde medidas extremas foram aplicadas, devem seguir a orientação das autoridades locais, mas são seis [pessoas] no mesmo espaço”, sublinhou Boris Johnson.

Ler mais
Relacionadas

Governo Britânico exige que a Premier League ajude financeiramente as divisões inferiores

O primeiro objetivo é garantir um resgate financeiro aos clubes que se encontram nas três divisões abaixo da Premier League (EFL). Segundo as estimativas do governo britânico, estes clubes vão perder mais de 200 milhões de libras (221 milhões de euros) caso todos os jogos da temporada 2020/21 se disputem à porta fechada.

Brexit: Comissão Europeia diz que “acordo de saída deve ser concretizado e não renegociado

A Comissão Europeia vincou esta segunda-feira que o Acordo de Saída do Reino Unido da União Europeia (UE) deve ser concretizado tal como aprovado e não renegociado, insistindo na necessidade de os dois blocos chegarem rapidamente a compromissos.
Recomendadas

Sindika Dokolo, um homem entre Kinshasa e o Porto

Nasceu no Congo, viveu a juventude na Europa e casou em Angola. Pela mão de Isabel dos Santos, a sua mulher, acabaria por reconhecer em Portugal, mais propriamente no Porto, o lugar certo para fazer descansar de tantas viagens a sua enorme coleção de arte.

Sindika Dokolo: Da pena de prisão à acusação de ‘complot’. Polémicas do empresário e colecionador de arte congolês

Sindika Dokolo, empresário e colecionador de arte congolês, morreu no Dubai, quando praticava mergulho, esta quinta-feira. Para trás ficam alguns episódios polémicos, quase todos relacionados com Isabel dos Santos.

Morreu Sindika Dokolo, marido da empresária Isabel dos Santos

O empresário congolês encontrava-se no Dubai, onde Isabel dos Santos havia postado uma fotografia na sua conta pessoal de Instagram na tarde desta quinta-feira.
Comentários