União Europeia concorda com extensão do Brexit mas impõe 22 de maio como limite

“O Conselho Europeu concorda com uma extensão até 22 de maio de 2019, desde que o Acordo de Saída seja aprovado pela Câmara dos Comuns na próxima semana”, lê-se no comunicado.

O Conselho Europeu rejeitou hoje em Bruxelas prolongar a data de consumação do ‘Brexit’ até 30 de junho, concordando antes com uma extensão até 22 de maio, se o Acordo de Saída for aprovado, ou 12 de abril, se for chumbado.

“O Conselho Europeu concorda com uma extensão até 22 de maio de 2019, desde que o Acordo de Saída seja aprovado pela Câmara dos Comuns na próxima semana. Se o Acordo de Saída não for aprovado pela Câmara dos Comuns na próxima semana, o Conselho Europeu concorda com uma extensão até 12 de abril de 2019 e espera que o Reino Unido indique um caminho a seguir antes desta data, para ser considerada pelo Conselho Europeu”, lê-se no texto hoje aprovado pelos líderes da UE a 27, a que a Lusa teve acesso.

 

Relacionadas

Brexit com ‘no deal’ vai custar 900 euros por ano a cada britânico

Instituto Bertelsmann calculou que um ‘Brexit’ sem acordo terá um impacto negativo em todos os restantes 27 Estados membros da UE, sobretudo Alemanha e França, calculando que a economia da UE em termos globais perderia cerca de 40,4 mil milhões de euros.

Brexit: Sucesso de petição online para travar saída bloqueou site do parlamento britânico

Uma petição ‘online’ para que o governo britânico renuncie à saída da União Europeia (‘Brexit’) teve tanto sucesso que bloqueou hoje o ‘site’ do parlamento britânico destinado às petições.

Filho de Donald Trump: Theresa May tem de “honrar a sua promessa” de avançar com o Brexit

Donald Trump Jr., filho mais velho do presidente dos Estados Unidos, refere ainda que os ‘interesses instalados’ estão a tentar ‘silenciar as vozes’ daqueles votaram no Brexit, e que elegeram o seu pai para a Casa Branca.
Recomendadas

Dois ministros britânicos vão demitir-se se Boris Johnson suceder a Theresa May

Os ministros britânicos das Finanças e Justiça, Philip Hammond e David Gouke, respetivamente, já pré-anunciaram renunciarem aos cargos se Boris Johnson for eleito o novo líder do Partido Conservador e, consequentemente, primeiro-ministro. Em causa estão as pretensões de Boris Johnson sobre o Brexit.

Críticas ao BdP, gestão do banco e governo de Sócrates. Conheça ao detalhe o relatório da CPI à Caixa Geral de Depósitos

Relatório final reflete as conclusões retiradas pelos deputados sobre a recapitalização da Caixa Geral de Depósitos e a gestão do banco público. Trabalhos começaram em março e as conclusões visam vários alvos: Banco de Portugal, gestão do banco e sucessivos Governos, com destaque para o Executivo liderado por José Sócrates.

80.900 portugueses já pediram estatuto de residente no Reino Unido

“Em poucos meses, centenas de milhares de cidadãos da UE e as suas famílias garantiram os seus direitos. Os cidadãos da UE e as suas famílias têm até 31 de dezembro de 2020 para se candidatarem e não queremos que ninguém seja deixado para trás”, afirmou o ministro do Interior do Reino Unido
Comentários