Caixa BI revê em baixa recomendação das ações dos CTT

“A política de dividendos é agora menos generosa (associada à geração de resultado líquido), estamos agora na presença de uma companhia com o seu principal negócio em declínio e com duas alavancas que se ainda não são suficientes para estancar as perdas do Correio: Expresso & Encomendas e Banco CTT”, justifica o banco de investimento.

Miguel A. Lopes/Lusa
Ler mais

O banco de investimento da Caixa emitiu uma nota onde faz uma nova avaliação e recomendação às ações dos CTT.

“Revimos as nossas estimativas na sequência da apresentação de resultados do 4º trimestre de 2017”, anuncia a nota diária do analista Artur Amaro.

O analista do banco diz que “a história de investimento dos CTT foi sempre objetiva até à apresentação do Plano de Transformação Operacional em dezembro de 2017: investir numa empresa de distribuição postal (70% do EBITDA consolidado), com o seu negócio core em queda estrutural (Correio) que é compensado pelo negócio de Serviços Financeiros e potencial de crescimento via Banco CTT”.

Acima de tudo, diz o Caixa BI, “o racional de investimento dos CTT era investir num veículo para obter dividendos acima do setor onde opera”.

Mas, considerando que “a política de dividendos é agora menos generosa (associada à geração de resultado líquido), estamos agora na presença de uma companhia com o seu principal negócio em declínio e com duas alavancas que se ainda não são suficientes para estancar as perdas do Correio: Expresso & Encomendas e Banco CTT”, justifica o banco de investimento.
“O nosso novo fair-value é de 3,10 por ação, com uma recomendação de Neutral”, o que compara com um price-target anterior de 4,70 euros por ação e uma recomendação de Buy (comprar).

 

Recomendadas

Galp põe PSI 20 em alta em contraciclo com queda das praças europeias

As ações da Galp foram as estrelas da sessão ao subirem 2,16% para 16,780 euros. Isto num dia em que o petróleo está a disparar no mercado de futuros. Europa fechou em queda.

Respostas Rápidas. Preço do brent dispara. Poderá atingir os 100 dólares por barril?

Por trás da subida estão três fatores: a perspetiva de uma queda na produção nos EUA, a decisão da OPEP e outros produtores de manter a oferta ao nível atual e as sanções norte-americanas ao crude iraniano.

Juros soberanos disparam com palavras de Draghi ao Parlamento Europeu

Mario Draghi disse que vê uma recuperação “relativamente vigorosa” da inflação subjacente da zona do euro, sinalizando que o Banco Central Europeu está bem encaminhado para aumentar as taxas de juros no final do próximo ano. No seu discurso no Comité para os Assuntos Económicos e Monetários no Parlamento Europeu, disse ainda que espera que os salários continuem numa trajetória de subida. Juros soberanos disparam na Europa e euro valoriza.
Comentários