Catarina Martins admite “maus resultados” em eleições autárquicas

Catarina Martins saudou também “a eleição da Joana Mortágua, uma eleição muito difícil” e disse que o partido demonstraria a disponibilidade de sempre, “mas também a mesma determinação”.

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins, assumiu que o partido obteve “maus resultados” nas eleições autárquicas. No entanto, enalteceu os vereadores que o BE conseguiu eleger.

“É de consideração que a instrumentalização de fundos e políticas públicas autárquica tenha tido resultados opostos ao que o partido socialista nacional esperava”, começou por dizer Catarina Martins aos jornalistas, esta segunda-feira. Na passada noite eleitoral de domingo, BE perdeu vereadores que tinha conseguido eleger em 2017 em localidades como Portimão, Amadora, Vila Franca de Xira, Abrantes, Torres Novas, Seixal e Moita.

“Nos maus resultados que assumimos e lamentamos, temos no entanto alguns resultados que saudamos como positivos. Saudamos a eleição de Beatriz Dias Gomes, professora de escola pública, mulher negra, ativista e antirracista que será a voz determinada na Câmara de Lisboa pela igualdade”, sublinhou a bloquista.  Sobre Lisboa, durante noite eleitoral, Catarina Martins admitiu estar disponível para “continuar a ser uma solução” com Fernando Medina na Câmara de Lisboa.

“Toda a gente conhece o Bloco de Esquerda. Não negociamos com a direita e quando negociamos, negociamos em nome da vida concreta das pessoas”, disse Catarina Martins.

Catarina Martins saudou também “a eleição da Joana Mortágua, uma eleição muito difícil, num cenário de grande polarização e o partido socialista em Almada terá agora de escolher se quer governar à direita ou à esquerda”. “O Bloco de Esquerda terá a disponibilidade que sempre disse que teria, mas também a mesma determinação e a eleição da Joana Mortágua é a possibilidade de um fio à esquerda para a Câmara de Almada”, frisou Catarina Martins

“Queria saudar também a eleição de Carla Castelo, independente do movimento evoluir Oeiras, uma coligação que o Bloco de Esquerda integrou e vamos ter em Oeiras uma vereadora pelo ambiente e pela transparência que é bem necessária para fazer oposição a Isaltino Morais”, destacou a coordenadora do BE.

Sobre a vitória em Oeiras, a candidata Carla Castelo escreveu no Facebook: “Alcançámos os objetivos que traçámos na Coligação Evoluir Oeiras: elegemos para a Câmara Municipal de Oeiras, para a Assembleia Municipal e para 3 das 5 assembleias de freguesia. Estamos cansados mas satisfeitos e prontos para trabalhar em prol do interesse público nos vários órgãos autárquicos”.

Além de Beatriz Gomes Dias, Joana Mortágua, Carla Castelo, a representante do BE também parabenizou Sérgio Aires pela sua eleição enquanto vereador na Câmara do Porto.

Relacionadas

“É muito difícil não ver na conquista de Lisboa alguns indícios preocupantes para o PS”, avalia subdiretor do JE

A capital protagonizou a grande surpresa da noite com a vitória de Carlos Moedas. Na análise aos resultados das eleições autárquicas, Leonardo Ralha, subdiretor do JE, considera que, apesar da ganhar a maioria das autarquias do país, os socialistas vão ter que analisar este resultados e perceber se refletem o desgaste do próprio Governo.

Da esquerda à direita, Moedas garante que trabalhará “com todos. Temos de deixar a política da fricção” (com áudio)

O novo presidente da autarquia de Lisboa garantiu, esta segunda-feira, que está disponível para trabalhar com todos os vereadores, no sentido de criar condições para governar a cidade com estabilidade.

Marta Temido é a favorita para suceder António Costa na liderança do PS

De acordo com os resultados do o barómetro de setembro da Intercampus para o “Jornal de Negócios”, “CMTV” e “Correio da Manhã”, Marta Temido surge em primeiro lugar, situando-se à frente de Fernando Medina e Pedro Nuno Santos para a sucessão de secretário-geral do PS.
Recomendadas

Autárquicas: Rosário Farmhouse (PS/Livre) eleita presidente da Assembleia Municipal de Lisboa

A cabeça de lista da coligação “Mais Lisboa” (PS/Livre) à Assembleia Municipal de Lisboa, Rosário Farmhouse, foi esta segunda-feira eleita presidente deste órgão deliberativo do município da capital e comprometeu-se a promover o diálogo sobre o futuro da cidade.

Carlos Moedas toma posse e garante compromissos sem contrariar “princípios fundamentais” do seu programa

O novo autarca da capital coloca como prioridades o apoio aos jovens e aos mais idosos, bem como a habitação e a mobilidade, e lembrou que tem ampla experiência na busca de acordos de compromisso com as mais variadas forças políticas.

OE2022. Prazo para comunicação de faturas passa para dia 5 do mês seguinte ao da emissão

O prazo para as empresas remeterem à Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) as faturas vai passar do dia 12 para o dia 5 do mês seguinte ao da emissão, segundo a proposta do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022).
Comentários