Catarina Martins com relógio de luxo e outras ‘fake news’ sobre Portugal espalham-se em sites criados no Canadá

O “Diário de Notícias” descobriu que o responsável pelos sites de ‘fake news’ é um industrial de têxteis do Norte apoiante de Donald Trump e Jair Bolsonaro.

Vários websites com notícias falsas (“fake news”) sobre a política portuguesa estão a espalhar e a tornar virais conteúdos inventados no Canadá – e pelo mundo, através das partilhas nas redes sociais.

O “Diário de Notícias” (DN), na sua edição semanal publicada este domingo, revela que descobriu a identidade do responsável por divulgar estas imagens ou textos falsos, como por exemplo uma ‘fotografia’ da líder do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, com um suposto “relógio de luxo suíço com o valor de 20,9 milhões de euros” – ‘informação’ que o partido já garantiu ser falsa.

Segundo o DN, o autor destas fake news é um industrial de têxteis do Norte apoiante de Donald Trump e Jair Bolsonaro:  João Pedro Rosas Fernandes. Todos os sites portugueses estão sediados no Canadá, partilham o mesmo IP e têm por trás a empresa de Santo Tirso Forsaken.

João Fernandes será dono de websites como “Direita Política”, “A Voz da Razão”, “Não Queremos Um Governo de Esquerda em Portugal”, “Vídeo Divertido” e “Aceleras”. Ao semanário, o ainda sócio de duas indústrias têxteis admitiu estar “descontente com a falta de contraditório que existia na comunicação social”.

“É comum sempre que divulgamos alguma notícia sobre alguma figura pública que está envolvida em corrupção aparecerem algumas pessoas nas redes sociais a tentar desmentir os factos, dizendo que são fake news. Fazem o mesmo em todos os jornais online”, disse.

Recomendadas

Governo garante verbas de apoio aos transportes coletivos da Área Metropolitana do Porto

Apesar de o prazo para apresentação dos relatórios relativos ao segundo trimestre de 2021 ter terminado a 31 de julho, O Ministério do Ambiente garante que as Áreas Metropolitanas e Comunidades Intermunicipais que pretendam proceder à retificação ou alteração dos pedidos já formulados poderão ainda fazê-lo até ao dia 15 de agosto.

SATA é a única concorrente à concessão das rotas interilhas nos Açores

Caberá ao júri analisar a proposta apresentada pela SATA e submeter ao secretário Regional dos Transportes, Turismo e Energia, Mário Mota Borges, um “relatório fundamentado para efeitos de adjudicação”.

Groundforce diz que TAP lhe deve 2,5 milhões por voos noturnos. Companhia aérea discorda

Entre julho de 2017 e dezembro de 2018, a empresa diz ter faturado à TAP o valor total de 1.446.706,29 euros, pelas assistências de voos que não estavam previstos em horário de ‘night curfew’ e que acabaram por ser assistidos naquele período.
Comentários