CDS-PP vai apresentar proposta sobre redução de movimentos aéreos em Lisboa

João Gonçalves Pereira fez anúncio de iniciativa na Câmara Municipal de Lisboa no decorrer do debate sobre o aeroporto do Montijo realizado na Assembleia da República.

Cristina Bernardo

O deputado do CDS-PP João Gonçalves Pereira anunciou nesta quarta-feira, durante o debate parlamentar sobre a intenção do Governo alterar a legislação que prevê a necessidade de parecer positivo dos municípios afetados pela construção do aeroporto do Montijo, que o seu partido vai submeter uma proposta à Câmara Municipal de Lisboa que visa a redução de movimentos aéreos no aeroporto Humberto Delgado.

João Gonçalves Pereira considera que “os municípios devem poder pronunciar-se” sobre este assunto. Em causa estava o debate sobre a construção do aeroporto do Montijo, em que o deputado do CDS-PP referiu que “não existe apenas um município contra a construção do aeroporto no Montijo, mas sim cinco municípios”. Acrescentou ainda que o diálogo do Executivo de António Costa com as câmaras municipais da Margem Sul foi inexistente e relembrou que a “atual lei dá capacidade de veto às autarquias”.

Durante a reunião plenária foi defendido pelo ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, que a legislação deveria ser alterada de forma a viabilizar a construção do aeroporto do Montijo. Pedro Nuno Santos descreveu a “lei atual como desajustada”, mas acrescenta que a “democracia será respeitada” caso não seja possível encontrar aliados na Assembleia da República para a intenção do PS.

Relacionadas

Aeroporto do Montijo. PAN diz que revisão da lei visa “ignorar direito de defesa das populações afetadas”

“A lei deve ser geral e abstrata e não deve ser alterada conforme a conveniência política de cada momento ou de cada Governo”, defende o PAN. O partido diz ainda que não há estudos fidedignos sobre o real impacto do aeroporto complementar do Montijo na avifauna e não há garantias de segurança para a circulação dos aviões.

Pedro Nuno Santos: “Não nos peçam para fazer de conta que um novo revés no aeroporto não terá impacto profundamente negativo”

Ministro das Infraestruturas respondeu ao deputado do PEV José Luís Ferreira com a garantia de que o Governo acatará com “humildade democrática” se a maioria dos deputados não aceitar alteração na legislação que prevê poder de veto dos municípios limítrofes àquele em que for construído o aeroporto do Montijo.

PEV acusa Governo de “desrespeitar poder autárquico” na construção do aeroporto do Montijo

O líder parlamentar do PEV, José Luís Ferreira, garante que o partido fará uso de “todos os mecanismos” para travar o projeto, tendo em conta as consequências ambientais que a solução defendida pelo Executivo socialista comporta.
Recomendadas

Rui Rio: “O Governo que vier terá de ser de salvação nacional”

Líder social-democrata disse, em entrevista à RTP1, que ainda não é altura de pensar num eventual acordo para governar Portugal em tempos de crise económica. E advertiu que “não passa cheques em branco” a António Costa.

Marques Mendes: “Estado de Emergência deverá ser renovado, pelo menos, duas vezes”

Como o pico da Covid-19 se deverá dar mais tarde, em maio, Luís Marques Mendes acredita que o Estado de Emergência, que deverá ser renovado já esta semana, poderá vigorar com sucessivas prorrogações até ao início de maio. Dinheiro para as empresas que aderem ao ‘lay-off’ será transferido no dia 28 de cada mês.

Covid-19: Chega propõe centros de apoio e contenção de doentes e linha gratuita para lares de idosos e casas de saúde

Projeto de resolução defende criação de espaços nos municípios mais populosos e mais afetados pela pandemia onde fiquem confinados aqueles que, precisando de cuidados médicos, dispensem o internamento em cuidados intensivos.
Comentários