Comissão Europeia avança com primeiras sanções contra Itália por défice excessivo

A Comissão Europeia vai avançar com sanções contra Itália depois do Governo italiano se ter recusado a alterar as suas previsões de crescimento económico e de défice para 2019, avança a Euronews. Bruxelas dá assim o primeiro procedimento contra Itália.

A Comissão Europeia vai avançar com sanções contra Itália depois do Governo italiano se ter recusado a alterar as suas previsões de crescimento económico e de défice para 2019, avança a Euronews.

As sanções devem ser anunciadas a 21 de novembro. Bruxelas tinha exigido mudanças e o vice-primeiro italiano Matteo Salvini mostrou-se irredutível.

Recorde-se que em Outubro, a Comissão Europeia rejeitou o plano de Itália para aumentar o seu para 2,4%, e disse que a estimativa de crescimento do país era muito optimista.

No seguimento dessas críticas, foi dado um prazo ao Governo italiano para apresentar os seus argumentos, que terminava à meia-noite de terça-feira.

Recomendadas

“Basta de destruir” o Fisco. Trabalhadores dos impostos fazem greve de 1 a 5 de dezembro

Em causa está o descontentamento dos trabalhadores contra a demora na regulamentação na carreira ou a perda de autonomia da Autoridade Tributária e Aduaneira, revela esta quarta-feira o STI.

Rio tem “feeling” na vitória de Moedas e fala de “vigarice” nas sondagens

“Quem vai ganhar? Não sabemos, o meu feeling é que ganha o Carlos Moedas e é isso que temos de continuar a fazer até dia 26 de setembro”, disse Rui Rio.

Bruxelas “acompanha de perto” subida dos preços da energia

“Na situação atual, a Europa precisa de investir em energias renováveis, uma vez que estas oferecem uma alternativa real à nossa dependência de combustíveis fósseis importados”, disse o comissário Kadri Simson.
Comentários