Comissão Europeia avança com primeiras sanções contra Itália por défice excessivo

A Comissão Europeia vai avançar com sanções contra Itália depois do Governo italiano se ter recusado a alterar as suas previsões de crescimento económico e de défice para 2019, avança a Euronews. Bruxelas dá assim o primeiro procedimento contra Itália.

A Comissão Europeia vai avançar com sanções contra Itália depois do Governo italiano se ter recusado a alterar as suas previsões de crescimento económico e de défice para 2019, avança a Euronews.

As sanções devem ser anunciadas a 21 de novembro. Bruxelas tinha exigido mudanças e o vice-primeiro italiano Matteo Salvini mostrou-se irredutível.

Recorde-se que em Outubro, a Comissão Europeia rejeitou o plano de Itália para aumentar o seu para 2,4%, e disse que a estimativa de crescimento do país era muito optimista.

No seguimento dessas críticas, foi dado um prazo ao Governo italiano para apresentar os seus argumentos, que terminava à meia-noite de terça-feira.

Recomendadas

Arábia Saudita e Emirados “preocupados” com eventual subida dos ‘stocks’ de petróleo

“Nenhum de nós quer ver os stocks novamente a aumentar, temos de ser cautelosos”, disse o ministro da Economia da Arábia Saudita, referindo-se à situação no final de 2018 que levou a uma quebra acentuada do preço do “ouro negro” no mercado internacional.

Marisa Matias diz que Bruxelas “está a preparar um assalto às pensões”

A eurodeputada acusa Bruxelas qde querer reduzir a Segurança Social “a um sistema de esmolas para pobres, empurrando quem pode para produtos privados e quem não pode para a miséria”.

ONU diz ao governo italiano que decreto viola direitos dos migrantes

Os investigadores afirmam que o decreto parece ser mais uma tentativa política para criminalizar as operações de busca e salvamento” que “intensifica ainda mais o clima de hostilidade e xenofobia contra os migrantes”.
Comentários