PremiumCotadas cumprem pouco as recomendações sobre partes relacionadas

Relatório de Monitorização do Código de Governo das Sociedades revela que as recomendações sobre negócios com partes relacionadas e a autoavaliação da administração estão entre as menos seguidas. Das 47 empresas emitentes há 32 que adotaram o Código de Governance.

A maioria das cotadas portuguesas cumpre com o Código de Governo das Sociedades e 78% das determinações desse código foram adotadas pelas sociedades emitentes, sendo 84% no caso das empresas cotadas que integram o PSI-20. Estas são as principais conclusões do Relatório Anual de Monitorização do Código de Governo das Sociedades (CGS), apresentado esta quinta-feira.

Já entre as recomendações menos seguidas estão as relacionadas com os negócios com partes relacionadas e as que se referem a avaliação anual do desempenho do órgão de administração e das suas comissões (no capítulo “Avaliação de Desempenho, Remunerações e Nomeações”). O motivo do fraco acolhimento destas recomendações consiste no facto de se tratarem de temas que vão passar a estar na lei e como tal os emitentes optaram esperar pela aprovação legislativa, explicou Pedro Maia, presidente da Comissão de Acompanhamento e Monitorização (CAM), ao Jornal Económico.

As recomendações relativas aos negócios com partes relacionadas e às avaliação de desempenho, remunerações e nomeações vão passar a lei com a transposição da diretiva dos acionistas, cujo anteprojecto de diploma de transposição da diretiva foi elaborado pelo Conselho Nacional de Supervisores Financeiros, e foi objeto de consulta pública até novembro de 2018.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Utilização da fatura eletrónica cresceu na Península Ibérica

Em Espanha, a obrigatoriedade da utilização da fatura electrónica entrou em vigor em 2015, e em Portugal em abril de 2019.

IRS retido na fonte pelas pensões pagas em janeiro será corrigido em fevereiro

A Segurança Social vai corrigir em fevereiro o IRS das pensões processadas este mês e que podem ter retido mais imposto do que o esperado por não estarem ainda disponíveis as tabelas de retenção na fonte para 2020. “No pagamento do mês de janeiro foram aplicadas as tabelas de retenção de IRS em vigor, ou […]

Fisco dá orientações aos serviços para aceitarem pedidos de restituição o IUC

uma nota informativa hoje publicada no Portal das Finanças, a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) refere que, ainda que a lei que entrou em vigor em 01 de janeiro de 2020, segundo a qual a liquidação do IUC passa a considerar o ano da primeira matrícula do veículo, apenas “alterasse a tributação para o futuro”, foi decidido “não prosseguir com o contencioso nesta matéria em relação às liquidações anteriores à entrada em vigor daquela lei”.
Comentários