Costa mostra-se “muitíssimo satisfeito com aprovação em tempo recorde” de certificado digital

O primeiro-ministro sublinhou que a aprovação deste certificado vai “agilizar a circulação na União Europeia e vai resolver problemas de acesso em destinos onde estes são maiores”.

O primeiro ministro, António Costa, mostrou-se muito satisfeito com a aprovação, pelo parlamento europeu, do certificado digital, referindo que se tratava de uma das prioridades de Portugal, tendo sido uma medida aprovada em “tempo recorde”. O governante confirmou que a assinatura do documento que vem criar o certificado digital será na segunda-feira.

“Irá agilizar a circulação na União Europeia e vai resolver problemas de acesso em destinos onde estes são maiores”, acrescentou o primeiro-ministro, em declarações à RTP, na chegada à Madeira, onde está para assinalar o 10 de junho, dia de Portugal e das Comunidades.

O governante reforçou que a aprovação deste certificado “vai facilitar muito a vida das pessoas”, e que o certificado “não é limitativo” visto cobrir “pessoas recuperadas, as que fizeram testes, e as que foram vacinadas”.

Costa realçou ainda a importância de existo estabilidade nas decisões que se tomam relativamente ao controlo da pandemia.

Recomendadas

Licenciamentos registam aumento de 5% na Madeira

Foram concluídos 89 edifícios, no primeiro trimestre, menos 4,3%, face ao período homólogo. Desses edifícios concluídos 66% eram construções novas para habitação familiar.

Miguel Albuquerque: Falta vontade política para assegurar linha marítima entre o Continente e a Madeira

Miguel Albuquerque falava à margem de uma visita ao navio ‘World Voyager’, atracado no Porto do Funchal, e que está registado no Registo Internacional de Navios da Madeira (MAR). Este é o primeiro navio de cruzeiros a atracar na Madeira desde a paragem pela Covid-19.

Secretários da Madeira e dos Açores com pasta do Turismo querem aprofundar parceria entre os dois arquipélagos

O governante madeirense, Eduardo Jesus, disse que o primeiro encontro entre os dois governantes serviu para “mostrar o grande interesse que a Madeira tem em aprofundar a parceria que existe hoje com os Açores, nomeadamente através da SATA, que nos garante já um voo diário entre os dois arquipélagos”.
Comentários