Covid-19: Número de doentes graves em França desce para valores de outubro

Há agora 2.326 pessoas nas unidades de cuidados intensivos em todo o país, menos 68 do que na véspera. No total, há 13.526 pessoas hospitalizadas, menos 458 pacientes do que na terça-feira.

Gonzalo Fuentes/Reuters

A nova fase de desconfinamento em França, que se iniciou hoje, vem acompanhada dos indicadores mais baixos desde outubro em relação aos pacientes graves internados nos cuidados intensivos, segundo as autoridades francesas.

Há agora 2.326 pessoas nas unidades de cuidados intensivos em todo o país, menos 68 do que na véspera. No total, há 13.526 pessoas hospitalizadas, menos 458 pacientes do que na terça-feira.

Estes indicadores vêm reforçar a vontade do executivo em prosseguir com o desconfinamento que passa hoje uma das suas mais importantes fasquias.

Os restaurantes abriram as salas interiores, com metade da lotação, os ginásios também reabriram e o recolher obrigatório passa para as 23:00 a nível nacional.

Morreram nas últimas 24 horas 65 pessoas devido ao vírus e foram detetados 5.557 novos casos positivos de covid-19.

Desde o início da pandemia morreram em França 110.202 pessoas devido ao vírus.

A pandemia de provocou, pelo menos, 3.750.028 mortos no mundo, resultantes de mais de 173,9 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Recomendadas

Covid-19: Organização dos Jogos Olímpicos estima cerca de sete casos diários no evento

A estimativa assume um cenário que envolve cerca de 77.000 pessoas, incluindo atletas e outro pessoal, mas não inclui a administração de vacinas a eles, pelo que os números reais podem ser inferiores.

EMA recomenda suspender entrega de algumas vacinas da J&J devido a contaminação nos EUA

Ainda que as vacinas não tivessem como destino países europeus, o regulador europeu – através das autoridades de supervisão (Países Baixos e Bélgica) – decidiu avançar com a medida preventiva para as doses que forma produzidas ao mesmo tempo.

Incidência aumenta em Lisboa e empurra região para perto da linha vermelha da matriz de risco

No dia em que Lisboa não avança na próxima fase de desconfinamento, a DGS informa que a região de contabiliza agora 181 casos de Covid-19 por 100 mil habitantes. Olhando para a matriz de risco do Governo, o limite é de 240 casos por 100 mil habitantes.
Comentários