CTT quer fechar loja no Arco da Calheta

Os CTT preparam-se para encerrar mais 21 lojas em Portugal diz o ECO.

O ECO avança que os CTT têm planos para encerrar 22 lojas entre elas a do Arco da Calheta na Madeira.

O fecho de lojas não rentáveis estava previsto no plano de reorganização dos CTT que prevê a saída de 800 trabalhadores até 2020, diz o Dinheiro Vivo.

“Deu esta terça-feira entrada nos serviços da Comissão de Trabalhadores um pedido de parecer para o encerramento de 21 lojas, depois de na semana passada ter sido feito o pedido de parecer para o encerramento de uma loja [Arco da Calheta, Madeira]”, disse José Rosário, coordenador da Comissão de Trabalhadores dos CTT, ao Dinheiro Vivo.

Socorro, Junqueira, Filipa de Lencastre, Olaias (Lisboa), Camarate (Loures), Aldeia de Pai Pires (Seixal), Lavradio (Barreiro), Alpiarça (Santarém); Alferrarede (Abrantes), Asprela, Areosa, Galiza (Porto); Riba d’Ave (Vila Nova de Famalicão), Termas de São Vicente (Penafiel), Paços de Brandão (Santa Maria da Feira), Freamunde (Paços de Ferreira), Araucare (Vila Real), Universidade (Aveiro), Barrosinhas (Águeda); bem como Avenida (Loulé) são as lojas previstas encerrar em Portugal Continental, nas regiões autónomas estão previstos dois encerramentos: Calheta (Ponta Delgada) e Arco da Calheta (Madeira), são as lojas que estão previsto encerrar de acordo com o Dinheiro Vivo.

Relacionadas

Principal acionista dos CTT reforça participação para 11% do capital

A empresa Gestmin, em que o administrador não executivo dos CTT João Pereira Bento é vice-presidente, adquiriu um total de 1,19 milhões de ações da operadora postal, logo a seguir à apresentação do plano de reestruturação.

CTT abrem rede postal a concorrentes

A partir de hoje, os compromissos apresentados pelos CTT vão estar em consulta pública por um período de 20 dias úteis, sendo que posteriormente “haverá lugar a uma decisão final na qual a AdC terá em conta as observações apresentadas pelos interessados”.

Bloco de mais de 860 mil ações dos CTT negociado esta manhã a 3,53 euros

Cerca das 11:52, as ações dos CTT – que tem em marcha um plano de reestruturação que prevê a redução de 800 postos de trabalho nos próximos três anos – seguiam a subir 1,98% para 3,61 euros.

Francisco Lacerda: Perda do contrato de concessão? “Nem de perto, nem de longe”

Francisco Lacerda está sob pressão de dois lados, por um lado do Estado e por outro dos acionistas privados com Manuel Champalimaud à cabeça, com 10,46% através da Gestmin.

Respostas Rápidas: O que se está a passar nos CTT?

Perceba o que levou uma das empresas mais emblemáticas do País a estar sob fogo cerrado dos sindicatos e trabalhadores e da maioria parlamentar que apoia o Governo, enfrentando uma greve de dois dias nas vésperas de Natal.

“Plano difícil de executar e que irá enfrentar pressão política”, diz Caixa BI sobre os CTT

O Caixa Banco de Investimento analisou o plano de reestruturação dos CTT e concluiu que é “amplo”, mas alertou que o mercado preferia ter visto medidas para aumentar as receitas anunciadas para cortar custos. Antevê ainda uma alteração significativa na estrutura acionista.
Recomendadas

DBRS mantém ‘rating’ da Madeira em “lixo”

À segunda avaliação da região autónoma, a agência de notação financeira canadiana anunciou que o ‘rating’ se mantém em “BB”.

Grupo Sousa melhora cobertura de Cabo Verde

A transportadora portuguesa Portusline Containers International aumenta a cobertura das ilhas de Cabo Verde com o lançamento, esta semana, de um serviço quinzenal, da marca ‘Alver Line’, ligando Algeciras e Tânger ao Porto Praia e Mindelo.

Uaucacau planeia chegar a Lisboa ou Porto até final do ano

A empresa produz chocolates artesanais, com sabores típicos da Madeira, que são obtidos através de produtores regionais.
Comentários