Dieselgate em Portugal: Volkswagen suspende reparação de carros com motores a gasóleo 1.2 TDI

A Volkswagen decidiu suspender em Portugal a reparação de motores a gasóleo 1.2 TDI do tipo EA189 afetados pelo dieselgate. A autoridade alemã dos transportes está a investigar se o grupo Volkswagen manipulou a reparação de carros com este motor. Se concluir que houve manipulação um total de 370 mil carros do grupo VW poderão ter de ser chamados à oficina.

A Volkswagen suspendeu em Portugal a reparação de parte dos automóveis afetados pelo software fraudulento que manipula as emissões poluentes dos veículos a gasóleo, o caso conhecido por “dieselgate”. Esta suspensão afeta os veículos equipados com motores 1.2 TDI EA189, que equipa automóveis como o Volkswagen Polo ou o Skoda Fabia.

No domingo, o jornal alemão Bild noticiou que a autoridade alemã dos transportes (KBA) estava a investigar se o grupo Volkswagen tinha ludibriado a reparação do software fraudulento, quando os carros foram chamados às oficinas para efetuar a atualização do software que manipula as emissões poluentes.

Se a KBA concluir que o grupo Volkswagen ludibriou a reparação do software fraudulento do “dieselgate”, a marca pode ter de chamar 370 mil veículos de volta à oficina em toda a Europa, escreveu o Bild.

Questionado pelo Jornal Económico, a SIVA – empresa importadora das marcas Volkswagen, Skoda e Audi  para Portugal -, anunciou que suspendeu a reparação destes motores.

Artigo reservado a assinantes do Jornal Económico. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

 

Ler mais
Relacionadas

PremiumPortugueses têm 17 mil automóveis por reparar afetados pelo dieselgate

Em Portugal foram identificadas 125 mil viaturas do grupo Volkswagen afetados pelo escândalo da manipulação das emissões poluentes. Deste total, ainda é preciso intervir em cerca de 15% dos carros afetados.
Recomendadas

Teixeira dos Santos: “Não tenho razões para me arrepender” da escolha de Carlos Santos Ferreira e Armando Vara

O Estado “nunca interferiu em qualquer operação” da Caixa Geral de Depósitos, garantiu ainda o ex-ministro das Finanças, na última comissão parlamentar de inquérito aos atos de gestão e recapitalização do banco público, que se realizou esta quarta-feira.

Apple considera mudar até 30% das operações da China para o Sudeste Asiático

A Índia e o Vietname são as opções cimeiras para a gigante tecnológica. A corretora Wedbush Securities sublinha que levaria pelo menos 2 a 3 anos a transferir 15% da produção de iPhones da China para outras regiões.

TAP concretiza maior operação em Bolsa desde 2012 no valor de 200 milhões de euros

A dona da companhia aérea nacional divulgou esta quarta-feira à tarde os resultados da oferta pública de subscrição das “Obrigações TAP 2019-2023”. O Jornal Económico sabe que a TAP quer captar mais 350 a 400 milhões de euros em futura abertura de capital.
Comentários