Dieselgate em Portugal: Volkswagen suspende reparação de carros com motores a gasóleo 1.2 TDI

A Volkswagen decidiu suspender em Portugal a reparação de motores a gasóleo 1.2 TDI do tipo EA189 afetados pelo dieselgate. A autoridade alemã dos transportes está a investigar se o grupo Volkswagen manipulou a reparação de carros com este motor. Se concluir que houve manipulação um total de 370 mil carros do grupo VW poderão ter de ser chamados à oficina.

A Volkswagen suspendeu em Portugal a reparação de parte dos automóveis afetados pelo software fraudulento que manipula as emissões poluentes dos veículos a gasóleo, o caso conhecido por “dieselgate”. Esta suspensão afeta os veículos equipados com motores 1.2 TDI EA189, que equipa automóveis como o Volkswagen Polo ou o Skoda Fabia.

No domingo, o jornal alemão Bild noticiou que a autoridade alemã dos transportes (KBA) estava a investigar se o grupo Volkswagen tinha ludibriado a reparação do software fraudulento, quando os carros foram chamados às oficinas para efetuar a atualização do software que manipula as emissões poluentes.

Se a KBA concluir que o grupo Volkswagen ludibriou a reparação do software fraudulento do “dieselgate”, a marca pode ter de chamar 370 mil veículos de volta à oficina em toda a Europa, escreveu o Bild.

Questionado pelo Jornal Económico, a SIVA – empresa importadora das marcas Volkswagen, Skoda e Audi  para Portugal -, anunciou que suspendeu a reparação destes motores.

Artigo reservado a assinantes do Jornal Económico. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

 

Relacionadas

PremiumPortugueses têm 17 mil automóveis por reparar afetados pelo dieselgate

Em Portugal foram identificadas 125 mil viaturas do grupo Volkswagen afetados pelo escândalo da manipulação das emissões poluentes. Deste total, ainda é preciso intervir em cerca de 15% dos carros afetados.
Recomendadas

Governo garante verbas de apoio aos transportes coletivos da Área Metropolitana do Porto

Apesar de o prazo para apresentação dos relatórios relativos ao segundo trimestre de 2021 ter terminado a 31 de julho, O Ministério do Ambiente garante que as Áreas Metropolitanas e Comunidades Intermunicipais que pretendam proceder à retificação ou alteração dos pedidos já formulados poderão ainda fazê-lo até ao dia 15 de agosto.

SATA é a única concorrente à concessão das rotas interilhas nos Açores

Caberá ao júri analisar a proposta apresentada pela SATA e submeter ao secretário Regional dos Transportes, Turismo e Energia, Mário Mota Borges, um “relatório fundamentado para efeitos de adjudicação”.

Groundforce diz que TAP lhe deve 2,5 milhões por voos noturnos. Companhia aérea discorda

Entre julho de 2017 e dezembro de 2018, a empresa diz ter faturado à TAP o valor total de 1.446.706,29 euros, pelas assistências de voos que não estavam previstos em horário de ‘night curfew’ e que acabaram por ser assistidos naquele período.
Comentários