Donald Trump deixa o hospital ao fim de três dias internado

No seu regresso à Casa Branca, Donald Trump apelou aos norte-americanos para não terem medo do vírus. “Não tenham medo. Vamos derrotá-lo”, disse o presidente.

O presidente norte-americano, Donald Trump, regressou à Casa Branca após sair do hospital Walter Reed, onde esteve internado desde a passada sexta-feira, de forma a continuar o tratamento enquanto governa o país, avança a “BBC”. No entanto, após chegar à Casa Branca, Trump tirou a máscara e pousou para os jornalistas que esperavam a sua chegada, numa altura em que recupera do vírus.

Ainda que o presidente dos Estados Unidos vá continuar o tratamento em casa, o médico que o tratou no centro médico afirmou que este “ainda não está totalmente fora de perigo”. Num vídeo publicado no Twitter, Donald Trump apelou à população para não ter medo do vírus. “Não tenham medo. Vamos derrotá-lo”, disse Trump.

“Enquanto vosso líder, tive de o fazer. Eu sabia que havia um perigo inerente, mas tive de o fazer. Mantive-me à frente e liderei”, referiu o presidente norte-americano no vídeo publicado no Twitter. “Agora estou melhor, talvez seja imune”, acrescentou ainda, apesar da Organização Mundial da Saúde não ter provas de que quem seja infetado e se cure, fique totalmente imune a uma nova infeção.

Além de Donald e Melania Trump, bem como a conselheira Hope Hicks, vários membros da Casa Branca já testaram positivo ao novo coronavírus. De acordo com as últimas informações divulgadas pela Casa Branca, um total de 12 membros encontra-se atualmente infetado pelo vírus depois de terem estado em contacto próximo com o presidente ou com Hope Hicks, como é o exemplo da secretária da imprensa, Kayleigh McEnany.

O diagnóstico de Trump surgiu a um mês das eleições presidenciais, quando o presidente está a tentar assegurar o seu segundo mandato contra o democrata Joe Biden. Atualmente, os Estados Unidos contam com um total de 7,4 milhões de casos e 210 mil óbitos devido à Covid-19.

Relacionadas

EUA com mais de 210 mil mortos e mais de 7,4 milhões de casos de Covid-19 desde o início da pandemia

O Instituto de Métricas e Avaliações de Saúde da Universidade de Washington, estimou que, nas eleições presidenciais, agendadas para 3 de novembro, os Estados Unidos vão chegar às 240 mil mortes, e em 31 de dezembro às 370 mil.

Trump diz que se está a sentir melhor e promete regressar em breve

Numa mensagem publicada no Twitter o presidente norte-americano admitiu que quando foi internado no hospital Walter Reed não se sentia muito bem. Trump acrescentou que quer bater o coronavírus, que os medicamentos são um milagre de Deus, agradeceu à equipa de saúde, e disse que Melania Trump está bem.

Donald Trump regista progressos e está sem febre

O médico do presidente dos Estados Unidos disse que “o presidente está muito bem, motivado e bem-disposto” e que não está sob auxílio de oxigénio para respirar, apesar de ter sido internado com alguns sintomas – tosse, congestão nasal, febre e fadiga.
Recomendadas

Quem é Naftali Bennett, o primeiro-ministro que sucede a Benjamin Netanyahu em Israel?

Ao fim de 12 anos no poder, Benjamin Netanyahu sai do centro de decisões em Israel, após o parlamento israelita ter aprovado um Governo de coligação. O novo Governo de Israel vai ser liderado pelo líder da direita radical, Naftali Bennett e pelo líder centrista, Yair Lapid.

Cabo Verde anuncia Orçamento Retificativo e pedido para aumentar défice

“Em vários países do mundo houve suspensão temporária dos limites da dívida e do défice orçamental. Em Cabo Verde, precisamos do mesmo tipo de medidas”, afirmou Ulisses Correia e Silva, ao apresentar na Assembleia Nacional o Programa do Governo para a legislatura (2021/2026).

Londres planeia adiar por um mês levantamento das restrições em Inglaterra

O primeiro-ministro, António Costa, considerou hoje que o certificado covid-19 da União Europeia (UE) para facilitar a circulação cria uma “oportunidade de viajar em liberdade e em segurança”, avisando que se devem manter algumas “normas de segurança”.
Comentários