Dos incêndios ao Lehman, há debates toda esta semana sobre a ‘Economia Viva’ na Nova

A terceira edição anual do ciclo de conferências Economia Viva, organizada pelo Clube de Economia e a Associação de Estudantes da Universidade Nova, decorre de 19 a 23 de fevereiro no ‘campus’ de Campolide.

Ler mais

A participação de Mário Centeno, presidente do Eurogrupo e ministro das Finanças português, deverá ser o ponto alto da terceira edição do ciclo de conferências ‘Economia Viva’ que decorre na Universidade Nova de Lisboa esta semana, mas não será a única atração numa série de discussões sobre temas variados sobre a economia nacional e mundial.

O evento, no qual o Jornal Económico é media partner,  é organizado pelo Clube de Economia e a pela Associação de Estudantes e arranca esta segunda-feira, dia 19, às 18 horas, com um debate dedicado ao tema “Olhar o além do fogo: a nossa floresta”.

No dia seguinte, à mesma hora, o tema é “10 years after Lehman” – uma discussão sobre como o colapso do banco de investimento norte-americano há uma década, durante a crise financeira, afetou o percurso dos mercados.

Quarta-feira, também às 18 horas, o tema é novamente relacionado com a economia nacional. A conferência “Que impostos deveriam os portugueses pagar?” contará com a participação da antecessora de Mário Centeno nas Finanças, a ex-ministra Maria Luís Albuquerque.

Numa altura em que o tema das alterações no mercado laboral devido à transformação digital é central, a conferência “Inequality and Future in a jobless market”, quinta-feira dia 22 às 18 horas, irá analisar as consequências sociais dessa tendência.

No último dia da semana vão decorrer duas conferências. Às 11 horas da manhã, Vítor Bento, chairman da SIBS, vai ser um dos participantes na discussão sobre “Participação e democracia”. Às 18 horas, Mário Centeno fará parte do painel “Does growth have a future in Europe?”, sobre o crescimento económico do continente.

Recomendadas

Hong Kong inaugura nova linha ferroviária de alta velocidade para o interior da China

Hong Kong inaugurou este sábado uma nova linha ferroviária de alta velocidade para o interior da China, que irá reduzir consideravelmente o tempo de viagem entre os dois territórios, sendo que parte da estação fica sob jurisdição chinesa.

Taxistas reagem com irritação a reunião com o PSD

O presidente da Federação Portuguesa do Táxi (FPT), Carlos Ramos, afirmou aos presentes na Praça dos Restauradores, em Lisboa, que “foi irritante” a forma como foram recebidos pelo PSD na Assembleia da República.

Armador PCI implementa nova rota comercial em Cabo Verde

A PCI operará um navio com capacidade de transporte de 887 Teus nominais, com uma frequência de 14 dias, realizando ligações entre Algeciras e Tanger Med com destino a Cabo Verde, em 4 dias.
Comentários