E os melhores cartões de crédito para poupar em 2019 são…

Os portugueses viajam cada vez mais – qual será o cartão mais adequado para este segmento? E para os aficionados por descontos? E qual o mais direcionado para quem faz muitas compras? Curioso(a)?

Tendo como universo de análise as últimas 30 mil simulações realizadas no comparador gratuito do ComparaJá.pt e consoante a importância que os portugueses atribuíram a cada uma das componentes dos diferentes tipos de cartões de crédito, foram escrutinadas as ofertas das várias instituições financeiras de forma a identificar os melhores cartões de crédito, ou seja, os mais competitivos para cada um dos perfis de consumo. À oferta que se destacou em cada uma das categorias em análise foi atribuído um prémio.

Com os dados obtidos nesta análise concluiu-se que os consumidores portugueses procuram sobretudo cartões que incluam cashback, um benefício que permite receber de volta parte do valor das compras realizadas. Por outro lado, num total de 92 cartões de crédito existentes no mercado português, apenas 33 isentam os consumidores de custos com anuidade.

Também de acordo com os dados, as taxas médias dos pagamentos no estrangeiro (fora da UE) ascendem a 2,59% sobre o valor da operação, o custo médio de um levantamento a crédito em Portugal é de 7,49 euros e o custo médio de transferência a crédito para conta à ordem é de 6,35 euros. Além disso, mais de metade dos cartões de crédito analisados permitem o fracionamento de compras.

Precisamente para dar resposta à procura dos diferentes perfis de consumidor, o ComparaJá.pt fez uma análise aprofundada aos 92 cartões de crédito existentes em Portugal, iniciativa que deu o mote para a edição de 2019 dos prémios “Melhores Cartões de Crédito”.

No total, são seis as categorias que o portal independente de comparação de produtos e serviços financeiros definiu para os Prémios de Melhores Cartões de Crédito:

1. Cartão mais económico: oferta com a melhor relação custo-benefício de entre todos os cartões de crédito, sendo o cartão com menos custos para o consumidor. Veja aqui o vencedor.

2. Melhor cartão com cashback: oferta que apresenta a melhor relação entre o benefício do cashback, os custos associados ao cartão e ainda os seguros incluídos. Descubra aqui o cartão vencedor.

3. Melhor cartão com descontos: oferta que apresenta a melhor relação entre a vantagem dos descontos, os custos associados ao cartão e ainda os benefícios gerais deste produto. Saiba qual o produto galardoado aqui.

4. Melhor cartão com pontos: oferta com a melhor relação entre o benefício específico dos pontos e um conjunto de vantagens adicionais que estão incluídas. Fique a conhecer aqui o vencedor.

5. Melhor cartão com milhas aéreas: oferta que detém a melhor relação entre o benefício das milhas aéreas e as características gerais do próprio cartão, tornando-se ideal para quem viaja regularmente. Veja o cartão que venceu esta categoria aqui.

6. Melhor cartão premium: nesta categoria apenas foram considerados os cartões com benefícios premium e a oferta é a que apresenta a melhor relação entre as caraterísticas do produto, os custos associados e ainda os seguros incluídos. Fique a conhecer aqui o vencedor desta categoria.

Nota de análise: para efeitos de análise foram considerados 92 cartões de crédito existentes no mercado nacional para dar resposta aos diferentes perfis de consumidor em Portugal. Foram excluídos cartões de crédito que, apesar de constarem nos preçários das instituições emissoras, têm uso restrito a uma única marca e/ou estabelecimento, bem como cartões co-branded que não sejam publicitados nos websites das respetivas marcas. Consulte a metodologia aqui.

Ler mais
Recomendadas

Preço médio das rendas subiu perto de 2% em setembro

Viana do Castelo, Viseu, Porto e Aveiro foram os distritos que apresentaram a maior variação no preço médio. Em sentido inverso, Bragança registou a maior quebra no preço médio de arrendamento face ao mês de agosto, de acordo com os dados do portal Imovirtual.

Saiba o que é o bloqueio geográfico e como pode afetar os consumidores

Recentemente, a DECO analisou vários sites comerciais e verificou-se que, pelo menos, 28 empresas não faziam entregas na Região Autónoma da Madeira, não possibilitando assim a compra digital dos seus bens. Mesmo até quando o consumidor sugere suportar os custos de entrega associados tal não é exequível.

Investir também é poupar. Saiba como pode investir

A regra básica para um investimento em segurança e inteligente é adequar os objetivos ao orçamento disponível e às necessidades da família.
Comentários