EFACEC prepara duplicação de produção a partir de setembro

Ângelo Ramalho, CEO da Efacec, diz que a visita do comissário europeu “é o reconhecimento do papel pioneiro da Efacec na área da mobilidade eléctrica”.

A EFACEC quer duplicar a produção anual de carregadores rápidos, para 1.800, e mais do que triplicar o fabrico de equipamentos de carga normal, totalizando 2.000 por ano, depois da conclusão do processo de reestruturação e expansão da empresa, que deverá estar concluído em setembro.

Foi este o projeto apresentado ao vice-presidente da Comissão Europeia e comissário europeu para a Energia, Marcos Sefcovic, que visitou a área de Mobilidade Elétrica da Efacec, na Maia.

A renovação prevista das instalações da empresa controlada pela empresária angolana Isabel dos Santos permitirá a expansão do espaço dos laboratórios de investigação e desenvolvimento e de engenharia de produto.

Em comunicado, a empresa refere que esta fábrica será dedicada em exclusividade ao negócio da mobilidade elétrica, com um novo modelo de gestão.

Ângelo Ramalho, CEO da Efacec, diz que a visita do comissário europeu “é o reconhecimento do papel pioneiro da Efacec na área da mobilidade eléctrica”.

“Sendo uma área estratégica para a sociedade, a nossa empresa está já na primeira linha da inovação neste segmento desenvolvendo soluções globais para todo o tipo de clientes em todo o mundo”, referiu.

Ler mais

Relacionadas

Roteiro da Energia: Visita de 3 dias de Šefčovič a Portugal começa hoje no Porto

Entre os dias 16 e 18 de julho, Portugal recebe a visita de Maroš Šefčovič que vem direto para o Porto. Para além de levar a cabo, pela segunda vez, o Roteiro de Energia, dividirá a sua agenda entre encontros com membros do Governo e ainda participará em fóruns de debate.
Recomendadas

Estados Unidos aplicam sanções a responsáveis políticos da Crimeia

Os Estados Unidos aplicaram sanções económicas a sete pessoas implicadas na organização, sob supervisão russa, das eleições na Crimeia, anexada ilegalmente por Moscovo, segundo o Departamento de Tesouro.

Não é um ‘addio’, é um ‘arriverdeci’. Despedida emocionada do presidente do Parlamento Europeu aos deputados britânicos

“Caros amigos britânicos, um ‘addio’ (adeus) italiano é uma palavra demasiado definitiva, por isso, junto com os meus colegas, direi apenas ‘arrivederci’ (até breve)”, afirmou o responsável transalpino. No final do debate e votação, foram vários os representantes britânicos que assinalaram a ocasião, tendo ecoado no hemiciclo a nostálgica canção tradicional do folclore britânico, com origem num poema escocês, “Auld Lang Syne”.

Building the Future. As pessoas são o maior desafio, diz Siza Vieira

O ministro da Economia revelou esta terça-feira que o Governo vai aprovar em breve a estratégia de transformação digital para o país.
Comentários