EFACEC prepara duplicação de produção a partir de setembro

Ângelo Ramalho, CEO da Efacec, diz que a visita do comissário europeu “é o reconhecimento do papel pioneiro da Efacec na área da mobilidade eléctrica”.

A EFACEC quer duplicar a produção anual de carregadores rápidos, para 1.800, e mais do que triplicar o fabrico de equipamentos de carga normal, totalizando 2.000 por ano, depois da conclusão do processo de reestruturação e expansão da empresa, que deverá estar concluído em setembro.

Foi este o projeto apresentado ao vice-presidente da Comissão Europeia e comissário europeu para a Energia, Marcos Sefcovic, que visitou a área de Mobilidade Elétrica da Efacec, na Maia.

A renovação prevista das instalações da empresa controlada pela empresária angolana Isabel dos Santos permitirá a expansão do espaço dos laboratórios de investigação e desenvolvimento e de engenharia de produto.

Em comunicado, a empresa refere que esta fábrica será dedicada em exclusividade ao negócio da mobilidade elétrica, com um novo modelo de gestão.

Ângelo Ramalho, CEO da Efacec, diz que a visita do comissário europeu “é o reconhecimento do papel pioneiro da Efacec na área da mobilidade eléctrica”.

“Sendo uma área estratégica para a sociedade, a nossa empresa está já na primeira linha da inovação neste segmento desenvolvendo soluções globais para todo o tipo de clientes em todo o mundo”, referiu.

Ler mais
Relacionadas

Roteiro da Energia: Visita de 3 dias de Šefčovič a Portugal começa hoje no Porto

Entre os dias 16 e 18 de julho, Portugal recebe a visita de Maroš Šefčovič que vem direto para o Porto. Para além de levar a cabo, pela segunda vez, o Roteiro de Energia, dividirá a sua agenda entre encontros com membros do Governo e ainda participará em fóruns de debate.
Recomendadas

Contribuintes que ganham mais de mil euros continuam a reter IRS a mais, diz a PwC

A atualização das tabelas de retenção para 2019 continua a não refletir integralmente o alargamento dos escalões do IRS de 2018 para a generalidade dos trabalhadores e pensionistas com rendimento a partir de mil euros, segundo os cálculos da PwC.

FMI indica três passos para evitar uma crise de dívida pública

O artigo publicado hoje no IMFBlog, o Fundo Monetário Internacional (FMI) afirma que “a sustentabilidade da dívida de alguns países de alto risco tem sido objeto de muito debate público”, mas, no entanto, “o peso da dívida pública é um problema crescente em todo o mundo”.

Luís Pedro Martins eleito para mandato de 5 anos na Turismo Porto e Norte de Portugal

De acordo com os atuais estatutos da TPNP, o mandato da comissão executiva tem a duração de cinco anos e só pode ser renovado uma vez.
Comentários