Espanhola MásMovil compra Nowo e Oni

Quarta maior operador de telecomunicações em Espanha e GAEA compraram a Cabonitel, que detém 100% do capital da portuguesa Nowo, que por sua vez, detém o total de capital da Oni.

A empresa espanhola MásMovil comprou a Cabonitel, que detém a Nowo e a Oni, segundo uma notificação enviada à Autoridade da Concorrência (AdC). A par da telecom espanhola está também envolvida na aquisição a GAEA, empresa especificamente criada para esta operação e detida pela Inveready GP Holding.

“A operação de concentração projetada consiste na aquisição de controlo conjunto pela MASMOVIL IBERCOM, S.A. (“MásMovil”) e GAEA INVERSIÓN, S.C.R. (“GAEA”) da Cabonitel, S.A. (“Cabonitel”) e, indirectamente, das filiais directa ou indirectamente detidas por esta, nomeadamente a Nowo Communications, S.A. (“Nowo”) e a Onitelecom – Infocomunicações, S.A., (“Oni”) à Cobolink, S.à rl (“Cabolink”)”, refere o aviso publicado pela AdC esta terça-feira.

A Cabonitel, detém 100% do capital da portuguesa Nowo, que por sua vez, detém o total de capital da Oni, foi comprada aos franceses APAX, que tinham comprado em 2015 à Altice os ativos, pelos fundos KKR no ano passado. Por sua a vez, a Cabolink é detida por fundos geridos pela KKR.

A Nowo e a Oni anunciaram em novembro de 2018 a integração das operações das duas empresas para obter sinergias e “um crescimento sustentável”.

Recomendadas

Café do vulcão cabo-verdiano do Fogo chega ao gigante Starbucks

Uma parceria estabelecida entre empresários holandeses e cabo-verdianos está a levar o café da ilha do Fogo, produzido biologicamente junto ao vulcão, à gigante norte-americana Starbucks, a maior rede de cafés do mundo.

PremiumFintech Pagaqui investe nas criptomoedas

Empresa quer continuar próxima dos pequenos retalhistas e está a criar serviços para que os clientes paguem o café com moedas digitais.

Indígenas protestam junto da sede da Repsol contra petróleo no mar brasileiro

Um grupo de indígenas brasileiros, em conjunto com representantes do movimento de proteção ambiental 350.org, manifestaram-se hoje junto da sede da petrolífera Repsol em Madrid contra o uso de combustíveis fósseis, pedindo um “mar sem petróleo”.
Comentários