Estoril Sol encerra casinos amanhã

Os três espaços da empresa – Casino Estoril, Casino Lisboa e Casino da Póvoa – vão estar de portas fechadas em prol da contenção da pandemia. A Estoril Sol Digital continuará a exercer com normalidade a sua atividade de jogo online.

A Estoril Sol anunciou esta quinta-feira que vai encerrar, a partir de amanhã, os seus três casinos físicos – no Estoril, em Lisboa na Póvoa do Varzim – em prol da contenção da pandemia e tendo em consideração a nova resolução do Conselho de Ministros, no âmbito do nono estado de emergência em Portugal.

Tal como sucedeu no primeiro confinamento geral, a Estoril Sol Digital irá continuar a exercer a sua atividade normal de jogo online, garantiu o grupo em comunicado enviado aos meios de comunicação social.

A empresa “mantém como máxima prioridade a salvaguarda do bem-estar e da saúde dos seus funcionários e clientes que frequentam os seus casinos físicos, procurando contribuir para minimizar o impacto desta pandemia na sociedade em geral” e assegura que “continuará a seguir atentamente a evolução da disseminação do novo coronavírus, disponibilizando-se para alterar procedimentos ou adotar novas medidas que assim se justifiquem”.

O grupo que detém concessão de casinos em Portugal registou 200 mil euros de lucro no primeiro semestre de 20202, o que significou uma queda de 98% em comparação com igual período do ano passado. O resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) afundou 50% face aos primeiros seis meses de 2019, para 9,5 milhões de euros.

No final do ano transato, o Governo decidiu manter as concessões dos casinos de Lisboa, Estoril e Figueira da Foz devido aos obstáculos no lançamento de concursos para a exploração destas salas de jogo, cujo prazo terminou no fim de dezembro de 2020.

Em resposta a perguntas colocadas pela agência Lusa, o Ministério da Economia e Transição Digital explicou que “dadas as circunstâncias inerentes à pandemia da doença Covid-19 e às condições adversas de mercado, não houve objetivamente possibilidade de lançar concursos para novas concessões”, ou seja, “as concessões atuais manter-se-ão, por isso, em vigor”.

A concessão das zonas de jogo do Estoril (que inclui Lisboa) e da Figueira da Foz havia terminado em dezembro, enquanto a da Espinho, Algarve e Póvoa têm final previsto para 31 de dezembro de 2023. Os casinos do Estoril e Lisboa estão adjudicados à Estoril-Sol e o da Figueira é gerido pela Sociedade Figueira Praia.

Ler mais
Recomendadas

PSP não multou restaurante que manteve portas abertas em Lisboa

Apesar da ausência de medidas, o Lapo sublinha que após a intervenção da polícia e “depois de profunda análise e ponderação, decidimos não reabrir” no sábado. No entanto, os responsáveis prometem reabrir “em breve”.

Tráfego aéreo em Portugal recuou mais de 20 anos e registou quebra de 58% face a 2019

O valor de 2020 representa assim uma quebra de 58% no tráfego de 2019 para 2020, menos de cerca de 470 mil voos em comparação com o registado no ano anterior. Um recuo de praticamente 22 anos em termos de total de aeronaves no espaço aéreo sob responsabilidade de Portugal.

Rangel Logistics inicia operação no México com investimento inicial de 750 mil euros

Para este país, a grande aposta é a logística internacional, bem como a exploração de oportunidades nos serviços de logística contratual, nomeadamente em logística industrial, no sector automóvel e outras indústrias.
Comentários