Estudas Engenharia Informática e procuras estágio? Talkdesk tem 15 vagas

O período de candidaturas ao “Tech Summer”, o programa de estágios da empresa de software cloud para call centers, arrancou esta terça-feira e termina no próximo dia 9 de junho.

A startup de software Talkdesk está à procura de 15 estagiários para os escritórios de Lisboa e do Porto. Se és estudante de Engenharia Informática e queres uma experiência de trabalho durante o verão esta pode ser a oportunidade para ti.

O período de candidaturas ao “Tech Summer”, o programa de estágios da empresa de software cloud para call centers, arrancou esta terça-feira e termina no próximo dia 9 de junho.

“Durante seis semanas, 15 estudantes vão trabalhar com processos agile, as tecnologias mais recentes e com os peritos seniores da empresa de engenharia que desenvolve software para mais de 1400 clientes em todo o mundo”, assegura a Talkdesk.

Marco Costa, diretor geral da Talkdesk em Portugal, garante que são “especialistas em desenvolver software que resolve as questões complexas que surgem diariamente no quotidiano dos operadores de call center”. “Consideramos que somos uma Escola de Engenharia de referência e queremos posicionar-nos desta forma e transmitir os nossos conhecimentos aos engenheiros de amanhã”, sublinha o mesmo responsável.

Os estágios têm início a 16 de julho. Na primeira semana, os participantes terão um hackathon onde serão definidos os três projetos que irão desenvolver durante o seu estágio. Os jovens estudante terão oportunidade, mais tarde, de ver produto final da sua ideia aplicado às soluções da empresa.

Recomendadas

Quatro startups portuguesas foram a Silicon Valley

Em Portugal, esta iniciativa é organizada pelo BPI e, entre as 300 empresas portuguesas participantes, apenas as quatro vencedoras e finalistas foram a Silicon Valley.

Recorde no Airbnb. Mais de 4 milhões de pessoas reservaram alojamento numa só noite

10 de agosto foi um dia histórico para a empresa criada em 2008.

Porque as ‘startups’ escolhem a nuvem

As ‘startups’ tiram partido das vantagens oferecidas pela nuvem, conscientes de que a segurança não pode ser uma reflexão tardia, mas antes o pilar de toda a plataforma de serviços e infraestrutura.
Comentários