EUA: Biden aponta a novo objetivo de ter 70% da população adulta vacinada até ao Dia da Independência

O presidente Biden aponta a um novo objetivo de vacinação no país a atingir até ao feriado do 4 de julho e realçou a importância das populações mais jovens, “especialmente na casa dos 20 e dos 30 anos”, receberem a inoculação.

O presidente norte-americano Joe Biden anunciou esta terça-feira um novo objetivo de vacinação no país, o de ter 70% da população adulta com pelo menos uma dose da vacina contra a Covid-19 administrada até 4 de julho, quando o país celebra o Dia da Independência.

Numa intervenção na Casa Branca, o presidente incentivou as populações mais jovens a serem vacinadas, numa altura em que o país enfrenta alguns desafios no processo junto dos cidadãos mais céticos em relação ao fármaco, reporta a Reuters.

“Agora que temos o fornecimento da vacina, estamos focados em convencer ainda mais americanos a aparecerem [nos centros de vacinação] e receberem a dose que lhes é disponibilizada”, afirmou Biden. O país conta já com 56% da população adulta com pelo menos uma toma da vacina que protege contra a infeção causada pelo novo coronavírus, sendo que 105 milhões de americanos têm já a vacinação completa, revelou uma fonte da administração à Reuters.

Ainda assim, e como explicou o presidente, “há muita gente jovem, especialmente na casa dos 20 e dos 30 anos, que acha que não precisa” da inoculação, o que tem constituído um revés inesperado no programa de vacinação americano.

Para atingir este novo objetivo, explicou a Casa Branca, serão disponibilizadas vacinas a mais farmácias, para que estas a possam administrar sem marcação, bem como usados fundos federais de emergência sanitária para criar centros de vacinação improvisados pelo país.

Recomendadas

Governo português envia equipas médicas a Cabo Verde para reforçar capacidade de resposta à situação pandémica

Estas equipas são constituídas por um grupo  profissionais de saúde do INEM, das Forças Armadas e do Centro Hospitalar do Baixo Vouga, integrando dois médicos com experiência em Cuidados Intensivos e quatro enfermeiros com experiência em Urgência/Emergência e Cuidados Intensivos.

Peritos alemães consideram que será necessária terceira dose da vacina contra a Covid-19

Numa entrevista publicada hoje pela imprensa do grupo Funke, o presidente da Comissão Permanente de Vacinação (Stiko) alemã, Thomas Mertens, avisou que as atuais vacinas contra a covid-19 “não serão as últimas”.

Índia com mais de quatro mil mortos por Covid-19 nas últimas 24 horas

Desde o início da pandemia o país já registou 270.284 mortes e mais de 25 milhões de casos. A Índia é o segundo país do mundo que registou mais infeções, apenas atrás dos Estados Unidos.
Comentários