EUA: Juiz federal bloqueia decisão de Trump contra correios

Depois do processo movido por 14 estados, um juiz federal de Washington decretou que as alterações à política dos correios norte-americanos colocam em risco o funcionamento adequado da instituição.

Um juiz federal do estado de Washington, nos EUA, bloqueou as alterações feitas ao Serviço Postal norte-americano, reporta a Reuters, classificando-as como “um ataque politicamente motivado” à capacidade do organismo de cumprir as suas funções, especialmente à entrega de boletins na próxima eleição presidencial.

A decisão surge no seguimento de um processo movido por 14 estados norte-americanos contra o presidente Donald Trump, o diretor-geral do Serviço Postal e o próprio órgão. A ação foi motivada pelas mudanças na política do serviço, que passou a obrigar as carrinhas de distribuição a saírem para as suas rondas a uma hora certa, independentemente de todo o correio ter sido carregado.

As alterações haviam sido decretadas por Louis DeJoy, um apoiante do presidente Trump, que agora se compromete a não as deixar entrar em vigor antes da eleição presidencial, marcada para 3 de novembro. O ato eleitoral deverá configurar uma subida considerável no número de votos por correspondência, dada a situação pandémica vivida nos EUA.

Donald Trump tem repetidamente sugerido que o método de votação à distância é permeável a fraude, apesar dos vários desmentidos de especialistas, que apontam para os baixos índices de fraude eleitoral no país.

Recomendadas

Japão promete neutralidade de carbono até 2050

O primeiro-ministro nipónico não apresentou um calendário específico para alcançar este equilíbrio entre as emissões de gases com efeito de estufa e a sua absorção, mas mencionou a importância da tecnologia.

Estado australiano foco da pandemia levanta confinamento a partir de terça-feira

O confinamento foi decretado em julho, quando o número de novos casos era de cerca de 190 por dia, número que subiu para 700 em agosto.

Alemanha regista 8.685 novas infeções nas últimas 24 horas

O número de novas infeções registadas hoje é o dobro dos 4.325 novos casos contabilizados na segunda-feira da semana passada.
Comentários