EUA. Setor do petróleo e gás perde empregos enquanto economia renasce

“O setor de petróleo e gás continua a contrair, enquanto a maioria das indústrias parece estar a recuperar”, disse Matthew Fitzsimmons, analista da Rystad Energy.

O desemprego nos Estados Unidos continua a cair depois do desconfinamento se ter iniciado e de milhares de negócios reabrirem as suas portas. Numa análise do Instituto de Estatísticas do Trabalho, o setor da energia foi o que registou o maior número de perdas de mão de obra, enquanto noutros setores o emprego começava a crescer, aponta o ‘Financial Times’.

Segundo os dados do gabinete de estatísticas norte-americano, as empresas de extração de petróleo e gás perderam 1.200 empregos no mês passado. A consultora Rystad Energy sustenta que, incluindo categorias associadas, o setor perdeu 10 mil empregos desde o início da pandemia. A consultora admite ainda que estes cortes de postos de trabalham estão a aprofundar o mau-estar económico entre os produtores de petróleo norte-americanos.

“O setor de petróleo e gás continua a contrair, enquanto a maioria das indústrias parece estar a recuperar”, disse Matthew Fitzsimmons, analista da Rystad, ao ‘Financial Times’. “O ritmo diminuiu, definitivamente, mas acho que ainda veremos pequenas contrações nos próximos meses”, assumiu.

A quebra nos empregos no setor da energia, que já caiu 14% desde o início da pandemia, continua à medida que a taxa de desemprego caiu para 11,1% no mês de junho a partir dos 13,3% registados em maio, depois de serem adicionados 4,8 milhões de novos empregos à economia.

De acordo com Angie Clinton, responsável das Estimativas Nacionais da Divisão de Estatísticas do Emprego, a tendência do emprego no setor da extração de petróleo e gás parece seguir a avaliação do preço do petróleo. Desde o início da pandemia que o preço do petróleo continua a cair, forçando os produtores a reduzir a atividade e a diminuir os postos de trabalho.

Recomendadas

PremiumConservas querem substituir 200 milhões de importações

Campanha em curso de promoção do consumo de conservas deverá aumentar vendas em cerca de 5%, revela José Maria Freitas, presidente da ANICP – Associação Nacional dos Industriais de Conservas de Peixe, em entrevista ao Jornal Económico.

Lucro da petrolífera Saudi Aramco cai 50% no primeiro semestre para 19,7 mil milhões de euros

A petrolífera Saudi Aramco alcançou 23,2 mil milhões de dólares (cerca de 19,7 mil milhões de euros) de lucro no primeiro semestre deste ano, menos 50% do que em igual período do 2019, penalizado pela pandemia de covid-19.

Apenas 2,7% das coimas da Autoridade da Concorrência foram pagas desde 2004

Uma das razões para os atrasos são os múltiplos recursos na Justiça, que contribuem para que só uma pequena parte das coimas seja paga.
Comentários