Euribor mantêm-se a três e doze meses e sobem a seis meses

As taxas Euribor mantiveram-se esta terça-feira a três e doze meses e subiram a seis meses em relação a quinta-feira.

Konstantin Chernichkin/Reuters

As taxas Euribor mantiveram-se esta terça-feira a três e doze meses e subiram a seis meses em relação a quinta-feira.

A Euribor a três meses manteve-se hoje ao ser fixada em -0,311%, contra o atual máximo desde julho registado pela primeira vez em 24 de janeiro (-0,306%) e o atual mínimo de sempre, de -0,332%, verificado pela primeira vez em 10 de abril de 2017.

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação, subiu hoje para -0,230%, mais 0,002 pontos, contra o atual valor máximo desde julho, de -0,227%, registado em 27 de março, e o atual mínimo de sempre, de -0,279%, verificado pela primeira vez em 31 de janeiro de 2018.

No prazo de 12 meses, a taxa Euribor foi hoje fixada de novo, pela quarta sessão consecutiva, -0,112%, contra o atual máximo desde julho, de -0,108%, verificado pela primeira vez em 06 de fevereiro, e o atual mínimo de sempre, de -0,194%, atingido pela primeira vez em 18 de dezembro de 2017.

As taxas Euribor a três, a seis e a 12 meses entraram em terreno negativo em 2015, em 21 de abril, 06 de novembro e 05 de fevereiro, respetivamente.

As Euribor são fixadas pela média das taxas às quais um conjunto de 57 bancos da zona euro está disposto a emprestar dinheiro entre si no mercado interbancário.

Ler mais
Recomendadas

Como aceder a uma página ou site que já não está online?

Quer aceder a um site, mas já não está online? Felizmente existem algumas ferramentas que o podem ajudar. Vejamos como as usar.

WAP Billing: a técnica de compra online em que com um clique se subscreve o serviço

Estes serviços não são serviços de comunicações eletrónicas, de audiotexto ou de valor acrescentado, pelo que não estão abrangidos pela Lei das Comunicações Eletrónicas e violam a Lei Geral de Proteção dos Consumidores (LDC), de aplicação transversal a vários setores económicos.

Cuidado com os esquemas de falsos acidentes: PSP deixa alerta

Em muitos casos, os suspeitos chegam a provocar danos no carro da vítima para credibilizar o acidente que nunca aconteceu. Saiba como identificar que está a ser alvo de fraude.
Comentários