Exportações de componentes automóveis batem “recorde absoluto” até setembro

A União Europeia absorve 90% (5.703 milhões de euros) das exportações portuguesas do setor, tendo registado um crescimento de 2,8% no período, enquanto as vendas para o resto do mundo cresceram 5,8%, para 632 milhões de euros.

Luis Viegas

As exportações portuguesas de componentes automóveis aumentaram 3,1% até setembro em termos homólogos, atingindo o “recorde absoluto” de 6.335 milhões de euros e acumulando uma subida de 68,7% desde 2010, anunciou hoje a associação setorial.

Em comunicado, a Associação de Fabricantes para a Indústria Automóvel (AFIA) destaca que os componentes automóveis já “representam 14,2% das exportações portuguesas de bens transacionáveis”, assumindo-se como “um dos setores mais importantes para o crescimento da economia e para as exportações portuguesas”, que “tem vindo a demonstrar um excelente desempenho, resultante de ganhos de competitividade do país nos últimos anos e da constante melhoria desenvolvida pelas empresas”.

Segundo a AFIA, a União Europeia absorve 90% (5.703 milhões de euros) das exportações portuguesas do setor, tendo registado um crescimento de 2,8% no período, enquanto as vendas para o resto do mundo cresceram 5,8%, para 632 milhões de euros.

Os quatro principais países clientes da indústria portuguesa de componentes automóveis absorveram até setembro 70% das exportações do setor, com Espanha a liderar (com 1.666 milhões de euros e uma subida de 7,7%), seguida da Alemanha (1.343 milhões de euros, +4,0%), da França (901 milhões de euros, +2,4%) e do Reino Unido (552 milhões de euros e uma quebra homóloga de 11,8%).

Dados da AFIA apontam que a indústria de componentes para a indústria automóvel agrega 240 empresas em Portugal, com um volume de emprego direto na ordem das 55.000 pessoas, uma faturação anual de 11 mil milhões de euros e uma quota de exportação superior a 80%.

O setor representa 5% do produto interno bruto (PIB) e 8% do emprego da indústria transformadora.

Ler mais

Recomendadas

Governo abre concurso para concessão do Palacete dos Condes

O Governo anunciou hoje o lançamento do concurso para a concessão do Palacete dos Condes, em São João da Madeira, distrito de Aveiro, no âmbito do programa Revive, destinado à recuperação e requalificação de património público para fins turísticos.

Docente aluga sofá a dez euros por dia para continuar a dar aulas em Lisboa

O acesso à habitação para os professores deslocados é um problema identificado, sobretudo em regiões como Lisboa, onde os preços exigidos pelo aluguer de um quarto ou habitação são incomportáveis para a maioria.

PremiumGalp não pagou mais de 270 milhões de contribuição extraordinária

Em 2018, apenas a REN e Endesa continuaram a pagar a CESE, depois de a EDP ter informado que não iria pagar o valor relativo a 2017 desta contribuição.
Comentários