Ganhos superiores a 5% da Jerónimo Martins sustentam PSI 20

A retalhista disparou no PSI 20 depois de ter anunciado um aumento de 7,5% nas suas vendas líquidas no ano passado.

O principal índice bolsista português (PSI 20) soma 0,48%, para 5.317,45 pontos, em linha com as principais praças europeias esta quarta-feira, 15 de janeiro. Na bolsa portuguesa, seis empresas cotadas valorizam, nove desvalorizam e três negoceiam sem variação. Os ganhos dos títulos da retalhista Jerónimo Martins (5,23%) e Sonae (0,22%), da EDP (0,25%) e da EDP Renováveis (0,57%) impulsionam a praça portuguesa.

A empresa liderada por Pedro Soares dos Santos é a ‘estrela’ do início da sessão, depois de ter reportado um crescimento das suas vendas de 7,50%, para 18.600 milhões de euros, nos dados preliminares de 2019. A operação na Polónia foi a grande responsável, com a cadeia Biedronka a garantir vendas de 12.621 milhões de euros. Em Portugal, as vendas do Pingo Doce recuaram 2,90%, para 3.945 milhões de euros.

Em terreno negativo, as quedas da Galp e do BCP são destaque.

Entre as principais praças europeias, os investidores aguardam pela assinatura da primeira fase do acordo comercial entre Estados Unidos e China, prevista para esta quarta-feira. “Neste contexto, é expectável que diversos investidores diminuam a sua exposição aos mercados bolsistas”, apontam os analistas do BPI.

Vendas da Jerónimo Martins cresceram 7,5% em 2019, para 18,6 mil milhões

Ler mais

Relacionadas

Vendas da Jerónimo Martins cresceram 7,5% em 2019, para 18,6 mil milhões

A Biedronka, cadeia retalhista gerida pelo grupo na Polónia, valeu 67,7% das vendas líquidas preliminares da Jerónimo Martins no ano passado, um total de 12.621 milhões de euros, mais 7,9% que no ano precedente.
Recomendadas

Coronavírus ‘contagia’ Wall Street. Todos os índices em queda

A imprensa internacional dá conta de que o vírus chinês, que teve origem na cidade de Wuhan, já vitimou pelo menos 80 pessoas. A China, que já disse que os sintomas do vírus podem demorar até 14 dias para se manifestaram, cancelou diversos serviços de transportes públicos e celebraçoes da entrada no novo ano para conter a propagação do vírus. As chegadas de turistas a Macau, a capital do jogo, registaram uma queda de 80% face a igual período do ano passado, noticiou a “Bloomberg”.

Coronavírus remete touros ao descanso

Os investidores optam para já pela cautela, alocando capital nos activos refúgio, em resposta à incerteza que emana da situação relativa ao coronavírus.

CTT, Galp e papeleiras pressionam bolsa portuguesa

No PSI 20, quinze empresas cotadas desvalorizam, duas valorizam e uma negoceia sem variação.
Comentários