Governo aprova diploma que reforça proteção dos depósitos das grandes empresas

O próximo passo é submeter o diploma para apreciação parlamentar.

Cristina Bernardo

O Governo aprovou um diploma que pretende oferecer proteção adicional aos grandes depósitos, nas mãos das grandes empresas, noticia o “Jornal de Negócios” esta quinta-feira. O próximo passo é submeter o diploma para apreciação parlamentar.

A aprovação ocorreu há uma semana, em Conselho de Ministros, e vem responder a uma proposta feita pelo Banco de Portugal.

“No regime atual, gozam desta prioridade os depósitos abrangidos pelo Fundo de Garantia de Depósitos até 100 mil euros e os depósitos de pessoas singulares e micro/pequenas e médias empresas na parte que exceda os 100 mil euros”, explica o Ministério das Finanças ao diário de economia.

Agora, este diploma que está entregue a Ricardo Mourinho Félix, secretário de Estado Adjunto e das Finanças, propõe “que sejam seguidos por outros depósitos, nomeadamente depósitos das demais pessoas coletivas – outras empresas e também instituições do Estado – na parte que exceda 100 mil euros”.

Recomendadas

Presidente do PSD admite propor revisão constitucional

Rui Rio defendeu este sábado que “ninguém quer políticos na justiça”, mas rejeitou também “a gestão de processos judiciais em função de objetivos de natureza política”, admitindo propor uma revisão constitucional para reformar o setor.

José Sócrates nega ter mestrado na Sorbonne

O ex-primeiro ministro reagiu ao final da tarde deste sábado à manchete do semanário “Expresso”: “Julgo, portanto, difícil tirarem-me o que nunca tive”.

Rui Rio admite que 2019 não é altura propícia para reformas estruturais urgentes

O presidente do PSD admitiu este sábado que este ano, com diversas eleições, “não é a altura propícia” para o conjunto alargado de reformas estruturais urgentes, criticando a ausência de cultura do diálogo que impediu estes entendimentos.
Comentários