Iniciativa Liberal celebra 25 de novembro como dia em que Portugal se “livrou de uma ditadura de esquerda”

Os liberais defendem que esta foi uma das datas mais importantes na história recente do país, que afastou a possibilidade de “uma autocracia comunista” de “miséria e opressão generalizada”.

A Iniciativa Liberal, um dos partidos portugueses recém-criados, vai celebrar o dia em que “Portugal se livrou de passar de uma ditadura de direita para uma de esquerda” no próximo dia 25 de novembro. Os liberais defendem que esta foi uma das datas mais importantes na história recente do país, que afastou a possibilidade de “uma autocracia comunista” de “miséria e opressão generalizada”.

“O 25 de novembro de 1975 é uma das datas mais importantes da história recente do país”, explica Carlos Guimarães Pinto, presidente da Iniciativa Liberal. “Nesse dia o país livrou-se definitivamente da possibilidade de passar décadas de uma autocracia comunista que, olhando para o exemplo dos países de Leste, teria sido causa de miséria e opressão generalizada. Foi o dia em que Portugal se livrou de passar de uma ditadura de direita para uma de esquerda”.

A ideia da comemoração do 25 de novembro, organizada pelo partido, é “relembrar todos os que lutaram pela democracia há 43 anos para que nós o pudéssemos fazer hoje”.

“Infelizmente, por motivos políticos, a data não é celebrada condignamente”, afirma o presidente do partido. No entanto, Carlos Guimarães Pinto indica que “a Iniciativa Liberal não se deixa intimidar pelas forças políticas mais à esquerda” e “fará desta data um evento anual para membros, simpatizantes e todos aqueles, que não o sendo, considerem que a data deve ser celebrada”.

O dia vai ser celebrado pelos liberais com um evento ao ar livre, a decorrer entre as 15h00 e as 19h00, no Jardim da Cordoaria no Porto. O evento é aberto ao público em geral.

Recomendadas

Governo estuda emissão de obrigações para empresas industriais

O Governo está a estudar lançar emissões de obrigações agrupadas para vários setores, nomeadamente o industrial, depois de anunciar hoje uma operação destinada a empresas de turismo, de acordo com o ministro Adjunto e da Economia.

Manifesto X de Pedro Duarte quer índice de “Felicidade Interna Bruta” a medir desenvolvimento nacional

Medida conta na lista de 100 propostas apresentadas esta segunda-feira pelo social-democrata Pedro Duarte, crítico da liderança de Rui Rio, para a construção de uma sociedade “de bem-estar e felicidade”, mais justa, inclusiva e ecologicamente sustentável.

Cabral dos Santos diz que “o grande problema da Investifino foi ter investido no BCP”

Os empréstimos à Investifino deram perdas à Caixa de 564 milhões, mesmo com uma reestruturação do crédito em 2009. Estas operações foram contratadas entre 2006 e 2007. E tinham como colaterais ações da Cimpor, BCP e Soares da Costa.
Comentários