Iniciativa Liberal celebra 25 de novembro como dia em que Portugal se “livrou de uma ditadura de esquerda”

Os liberais defendem que esta foi uma das datas mais importantes na história recente do país, que afastou a possibilidade de “uma autocracia comunista” de “miséria e opressão generalizada”.

“É chocante viver num país que, ao que tudo indica, teve um ministro e, possivelmente, alguém acima dele, que viu um incêndio que matou dezenas de pessoas e a primeira coisa que pensou foi: como é que vamos disfarçar isto? Que golpe de teatro vamos criar para não perder votos?”

A Iniciativa Liberal, um dos partidos portugueses recém-criados, vai celebrar o dia em que “Portugal se livrou de passar de uma ditadura de direita para uma de esquerda” no próximo dia 25 de novembro. Os liberais defendem que esta foi uma das datas mais importantes na história recente do país, que afastou a possibilidade de “uma autocracia comunista” de “miséria e opressão generalizada”.

“O 25 de novembro de 1975 é uma das datas mais importantes da história recente do país”, explica Carlos Guimarães Pinto, presidente da Iniciativa Liberal. “Nesse dia o país livrou-se definitivamente da possibilidade de passar décadas de uma autocracia comunista que, olhando para o exemplo dos países de Leste, teria sido causa de miséria e opressão generalizada. Foi o dia em que Portugal se livrou de passar de uma ditadura de direita para uma de esquerda”.

A ideia da comemoração do 25 de novembro, organizada pelo partido, é “relembrar todos os que lutaram pela democracia há 43 anos para que nós o pudéssemos fazer hoje”.

“Infelizmente, por motivos políticos, a data não é celebrada condignamente”, afirma o presidente do partido. No entanto, Carlos Guimarães Pinto indica que “a Iniciativa Liberal não se deixa intimidar pelas forças políticas mais à esquerda” e “fará desta data um evento anual para membros, simpatizantes e todos aqueles, que não o sendo, considerem que a data deve ser celebrada”.

O dia vai ser celebrado pelos liberais com um evento ao ar livre, a decorrer entre as 15h00 e as 19h00, no Jardim da Cordoaria no Porto. O evento é aberto ao público em geral.

Recomendadas

Bloco de Esquerda rejeita existência de “paraministros”

O partido diz que só negoceia com membros do Governo, depois de vir a público que o gestor da petrolífera Partex António Costa Silva “tornou-se uma espécie de ‘paraministro’”.

PremiumPS quer adiar debate sobre financiamento partidário

Propostas de alteração à Lei de Financiamento dos Partidos já receberam parecer favorável, mas PS diz que debate não é prioritário. PSD lembra que autárquicas estão próximas e recusa atrasar processo.

António Costa chama presidente da Partex para negociar plano de recuperação da economia

o Chefe do Executivo já terá informado todos os ministros do convite feito a António Costa Silva, que estará de saída da petrolífera, tendo o gestor já reunido com alguns dos titulares das pastas. Não integra oficialmente o Governo, mas o objetivo será preparar os planos de investimento e reformas que terão que ser entregues à Comissão Europeia e a base do Orçamento para 2021.
Comentários