Iniciativa Liberal propõe órgão independente para acompanhar gestão dos fundos europeus

João Cotrim de Figueiredo apontou também que com esta medida “poderemos evitar situações de compadrio/amiguismo que no passado destruíram oportunidades como esta”.

Mário Cruz/Lusa

O presidente da Iniciativa Liberal, João Cotrim de Figueiredo, anunciou este sábado, através da rede social Twitter, que o partido propõe a criação de um órgão independente para acompanhar a gestão dos fundos comunitários que forem para o Banco de Fomento.

“A Iniciativa Liberal propõe um órgão independente para acompanhar a gestão dos  fundos europeus se a maioria for canalizada pelo novo Banco de Fomento (do Estado)”, escreveu, na sua publicação. João Cotrim de Figueiredo apontou também que com esta medida “poderemos evitar situações de compadrio/amiguismo que no passado destruíram oportunidades como esta”.

 

Em entrevista ao “Expresso“, a 12 de agosto o representante da Iniciativa Liberal apontou que “o acompanhamento mais eficaz será junto da própria instituição por um órgão de acompanhamento composto por pessoas independentes e conhecedoras da economia real que possam monitorizar em tempo real a escolha e a aplicação dos critérios de atribuição dos fundos”.

Para João Cotrim de Figueiredo, Portugal deverá aproveitar esta oportunidade para se desenvolver, de forma a que “este dinheiro, que todos iremos ter de repagar, mais tarde ou mais cedo, tenha um impacto real na economia e na vida das pessoas”. “É crucial que os projetos que venham a ser apoiados tenham um sólido racional económico”, enalteceu o líder da Iniciativa Liberal ao semanário do grupo Impresa.

Ler mais
Relacionadas
joão_cotrim_figueiredo_iniciativa_liberal_legislativas

Iniciativa Liberal vai concorrer às regionais dos Açores para acabar com 24 anos de “asfixia” socialista

O gestor portuário Nuno Barata vai ser o cabeça de lista dos liberais pelo círculo de São Miguel e o estudante de Engenharia Aeroespacial José Luís Parreira vai liderar a lista pela Terceira, com o objetivo de “libertar os açorianos” de mais de duas décadas de Governo socialista nos Açores.

Iniciativa Liberal exige “suspensão imediata” do acordo de extradição entre Portugal e Hong Kong

Os liberais consideram que Portugal não pode aceitar nem “ser cúmplice” do “atropelo democrático” da nova lei de segurança nacional de Hong Kong, que “limita liberdades fundamentais” e “condiciona a oposição democrática ao regime chinês”.
Recomendadas
Ana Gomes e RIcardo Araújo Pereira

Ana Gomes: “Afetos do professor Marcelo foram úteis para desanuviar do estilo múmia paralítica”

Candidata presidencial foi a primeira convidada de Ricardo Araújo Pereira no regresso do programa “Isto é Gozar com quem Trabalha”. Mais interessada em atacar “quem se aproveita dos clubes de futebol para lavar dinheiro” do que António Costa, Ana Gomes revelou que só deixa o espaço de comentário da SIC Notícias após formalizar a candidatura.

Marques Mendes: “Estamos no fim de um ciclo político”

António Costa corre o risco de não acabar o mandato se não voltar a centrar-se no que é o mais importante. As duas remodelações da semana correram mal ao primeiro-ministro.

André Ventura elege lista para a direção nacional à terceira tentativa e critica “jogos de bastidores”

“Desaparecimento” de opositores após o líder do partido ter indicado estar disposto a demitir-se caso persistisse o impasse permitiu que a sua equipa fosse aprovada por mais de dois terços dos congressistas. “Pensavam que seríamos um partido como os outros, em que com jogadas dos bastidores se define o poder interno”, disse Ventura depois da votação final.
Comentários