Iniciativa Liberal vai concorrer às regionais dos Açores para acabar com 24 anos de “asfixia” socialista

O gestor portuário Nuno Barata vai ser o cabeça de lista dos liberais pelo círculo de São Miguel e o estudante de Engenharia Aeroespacial José Luís Parreira vai liderar a lista pela Terceira, com o objetivo de “libertar os açorianos” de mais de duas décadas de Governo socialista nos Açores.

joão_cotrim_figueiredo_iniciativa_liberal_legislativas
Miguel A. Lopes/Lusa

A pouco menos de dois mês das eleições regionais dos Açores, que devem acontecer já em outubro (mas ainda não estão oficialmente marcadas), o Iniciativa Liberal veio esta quarta-feira anunciar que se vai apresentar a votos. Nuno Barata vai ser o cabeça de lista dos liberais pelo círculo de São Miguel e José Luís Parreira vai liderar a lista pela Terceira, com o objetivo de “libertar os açorianos” de 24 anos de Governo socialista nos Açores.

“Nuno Barata, gestor portuário de profissão, será o cabeça de lista pelo círculo eleitoral de São Miguel e também pelo círculo de compensação, enquanto José Luís Parreira, estudante de Engenharia Aeroespacial, encabeçará a lista pelo círculo da ilha Terceira e será número dois da lista no círculo de compensação”, lê-se num comunicado emitido pelo partido liderado por João Cotrim Figueiredo.

O Iniciativa Liberal apresenta-se às eleições regionais nos Açores com a “motivação de libertar os açorianos da asfixia de 24 anos de poder monopartidário e das políticas estatistas que têm condenado os Açores aos piores lugares nos rankings europeus da pobreza, do desemprego, do rendimento médio das famílias, da educação e da assistência na doença”, afirmando que “não é não é com socialismo que se gera prosperidade”.

O partido entende que é libertando “política, a economia e a sociedade, e limitando o poder político à suas funções legítimas” que se pode desenvolver uma região e sublinha: “Os Açores e os Açorianos nunca gozarão os benefícios de uma sociedade livre enquanto persistir um sistema dirigista e de proteção a interesses instalados”.

O Iniciativa Liberal quer também “libertar os Açores e os Açorianos de uma oposição inexistente e que não se diferencia” e afirmar-se como uma alternativa credível ao socialismo. “O vosso voto pode fazer a diferença entre os que são todos iguais e os que não têm complexos de se assumirem como diferentes. Um único deputado liberal fará toda a diferença”, indicam os liberais.

Nuno Barata, de 54 anos, foi deputado regional pelo CDS-PP e deputado municipal em Ponta Delgada.

Nuno Barata, gestor portuário de profissão (à esquerda), será o cabeça de lista pelo círculo eleitoral de São Miguel e também pelo círculo de compensação, enquanto José Luís Parreira, estudante de Engenharia Aeroespacial (à direita), encabeçará a lista pelo círculo da ilha Terceira e será número dois da lista no círculo de compensação. Fotos cedidas
Ler mais
Recomendadas

PCP identifica seis cadeias de dependência externa que implicam “colonização económica e política”

Turismo, grande distribuição e a aposta no lítio e no hidrogénio não foram esquecidos na análise (muito crítica) que os comunistas fazem à economia portuguesa nas Teses que servirão de base ao XXI Congresso, que decorrerá entre 27 e 29 de novembro.

Hamas e Fatah chegam a acordo para a realização de eleições daqui a seis meses

Depois de 15 anos sem atos eleitorais, na sequência dos confrontos que resultaram da tentativa de coligação em 2006, as duas principais fações palestinianas procuram dar sinais de união numa altura em que o restante mundo árabe parece aberto à normalização dos laços com Israel.

Rainha de Inglaterra resgatada pelo governo britânico para compensar desvalorização de património

O governo de Boris Johnson vai mesmo avançar com o resgate financeiro ao património imobiliário da rainha de Inglaterra, depois deste ter desvalorizado 590 milhões de euros, fruto da pandemia de Covid-19.
Comentários