Investigadora da Universidade de Aveiro conquista bolsa do Conselho Europeu

Mara Freire, coordenadora do projeto IgYPurTech, vai dispôr de um financiamento de 150 mil euros ao longo de 18 meses para dar vida ao seu projeto.

A investigadora Mara Freire, do laboratório associado CICECO-Instituto de Materiais de Aveiro, vai receber um financiamento do Conselho Europeu de Investigação, que lhe permitirá explorar o potencial comercial da tecnologia de purificação desenvolvida para anticorpos da gema de ovo como biofármacos alternativos no combate a bactérias multirresistentes.

Entre estas atividades incluem-se o scale-up da tecnologia desenvolvida, preparação do plano de negócios, formações em transferência de tecnologia, entre outras. O financiamento será de 150 mil euros ao longo de 18 meses.

A bolsa “Prova de Conceito” (PoC), que se foca na valorização económica de aspetos do trabalho já distinguido anteriormente, é a terceira concedida pelo Conselho Europeu de Investigação num curto espaço de tempo a investigadores da Universidade de Aveiro. As duas bolsas anteriores foram no âmbito da  “Consolidação”.

“A atribuição de mais uma destas prestigiosas bolsas do European Research Council (ERC) à nossa Investigadora Mara Freire é o resultado do trabalho de excelência que se desenvolve na UA, e no CICECO em particular, e da aposta que a Reitoria tem feito na preparação das candidaturas a estas bolsas extremamente competitivas”, comenta o Vice-Reitor da UA para a área de Investigação.

As bolsas PoC pressupõem a atribuição anterior de uma outra bolsa ERC e destinam-se a apoiar os cientistas na exploração do potencial de inovação e de valorização económica dos resultados do seu trabalho.

Na terceira fase do concurso de 2019, onde se inclui a bolsa referente ao projeto PureIgY de Mara Freire, foram atribuídas 76 bolsas correspondendo a 11,4 milhões de euros, perfazendo, com as fases anteriores, um total de 200 bolsas PoC em 2019 e de 30 milhões de euros.

 

 

 

 

Ler mais
Recomendadas

Portugal tem o 22.º melhor MBA da Europa

No ranking do Financial Times de 2020, o programa da Católica-Lisbon e Nova SBE averba a melhor experiência internacional no mundo.

Aluno do ISEG vence Prémio António Simões Lopes

Atribuído pela Ordem dos Economistas, o prémio distingue as teses de doutoramento na área das Ciências Económicas e Empresariais, aprovadas em provas públicas em universidades portuguesas.

“Mobilizar uma equipa com várias competências é o maior desafio das startups”, diz professor da Nova

O Programa de Empreendedorismo da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova começa esta terça-feira. Lisboa recebe Frank Rimalovski, diretor do Instituto Empreendedor da New York University, para dar ‘luzes’ aos alunos sobre como materializar uma ideia.
Comentários