João Almeida critica “cedência” política ao “triste espectáculo” de Greta Thunberg

O deputado e candidato a presidente do CDS-PP diz que “é preciso fazer política a sério” porque “um ícone e meia dúzia de palavras de ordem” não resolvem os problemas que os movem. “A cedência de muitos políticos a esse triste espetáculo mostra a superficialidade dos tempos que vivemos”, indica.

Autarquicas 2017

O deputado e candidato a presidente do CDS-PP, João Almeida, lamentou esta terça-feira o “circo” montando à volta da chegada da jovem ativista sueca Greta Thunberg a Portugal. O democrata-cristão diz que “é preciso fazer política a sério” porque “um ícone e meia dúzia de palavras de ordem” não resolvem os problemas que os movem.

“O circo montado à volta de Greta [Thunberg] e a cedência de muitos políticos a esse triste espetáculo mostra a superficialidade dos tempos que vivemos. Um ícone, meia dúzia de palavras de ordem, e tudo fica mais ou menos na mesma. É preciso fazer política a sério”, escreveu João Almeida, numa mensagem publicada nas redes sociais.

Greta Thunberg desembarcou esta manhã na Doca de Santo Amaro, em Lisboa, depois de ter atravessado o Oceano Atlântico a bordo de um catamarã, para participar na cimeira do clima da Organização das Nações Unidas (ONU), que se realiza em Madrid.

À chegada, Greta Thunberg foi recebida pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, e o presidente da comissão parlamentar de Ambiente, o deputado bloquista José Maria Cardoso, bem como outros deputados e jovens ativistas portugueses. Entre os deputados que vieram receber André Silva, porta-voz do PAN, Hugo Carvalho, do PSD, Maria Manuel Rola, do Bloco de Esquerda, e Mariana Silva, do PEV.

Já o Presidente da República anunciou que não iria cumprimentar Greta Thunberg por considerar que poderia “ser considerado aproveitamento político”. “Pensei duas vezes, estar a misturar podia ser considerado um aproveitamento político por mim de uma realidade mais ampla e mais vasta e acho que não tenho esse direito”, afirmou o chefe de Estado.

Greta Thunberg é uma das vozes mais conhecidas atualmente na defesa do ambiente e das greves climáticas.

#oquenosune é não participar neste circo!

Posted by João Pinho de Almeida on Tuesday, 3 December 2019

Ler mais
Recomendadas

Governo avalia criação de incentivos para fixar professores nas escolas

De acordo com o Ministério da Educação, tutelado por Tiago Brandão Rodrigues, estes incentivos estão a ser estudados em articulação com outros ministérios e autarquias.

António Costa garante que não existe “qualquer divergência” com Mário Centeno

Na rede social Twitter, Costa frisou ainda que o Governo está “mobilizado ativamente” em torno da criação do primeiro orçamento da história da União Europeia para a zona euro.

Orçamento da zona euro gera discussão entre Costa e Centeno no Conselho Europeu

O primeiro orçamento para a zona euro foi debatido na última reunião do Conselho Europeu. Entre líderes, António Costa teve uma “discussão direta” com o seu ministro das Finanças, que enquanto presidente do Eurogrupo trabalhou em sentido contrário às pretensões do primeiro-ministro de Portugal.
Comentários