Jornal Económico teve 3,2 milhões de visitas em dezembro, após subida de 19%

O site do Jornal Económico continua a crescer em contraciclo com a concorrência, superando a fasquia dos três milhões de visitas em apenas três meses de vida. Obrigado pela sua preferência.

O site do Jornal Económico registou 3,227 milhões de visitas em dezembro de 2016, uma subida de mais de 500 mil visitas (+19%) face aos 2,688 milhões de novembro, segundo os dados hoje divulgados pela Marktest.

Este valor compara com os 3,9 milhões de visitas do líder “Jornal de Negócios”, que sofreu uma diminuição de 600 mil visitas (13%) face aos 4,5 milhões registados em novembro. Segundo os números do Netscope, da Marktest, o “Dinheiro Vivo” ocupa o terceiro lugar no ‘ranking’ dos sites de economia e finanças, com 2,6 milhões de visitas em dezembro, mais cem mil que os 2,5 milhões em novembro.

No que toca às visualizações (‘page views’), o “Dinheiro Vivo” lidera entre os sites económicos portugueses, com 13,7 milhões de visualizações, face a 11,5 milhões do “Negócios” e 5,9 milhões do Jornal Económico.

A edição online do Jornal Económico foi lançada a 16 de Setembro, em versão teste, tendo entrado em pleno funcionamento no início de Outubro. Desde então, tem sido continuamente reforçada com novos conteúdos e funcionalidades, como a tecnologia da realidade aumentada (de que fomos pioneiros entre os media nacionais) e a plataforma de videos “Play it”, para melhor servir os seus leitores. Esta aposta tem-se refletido no número de visitas, que passaram de 1,9 milhões em outubro (primeiro mês completo de funcionamento) para 2,7 milhões em novembro e 3,2 milhões em dezembro de 2016.

A equipa do Jornal Económico agradece a preferência demonstrada pelos nossos leitores, pelo nosso parceiro Sapo e pelos nossos anunciantes.

“A Bola” mantém liderança com 30 milhões de visitas

No conjunto dos sites de informação, a “Bola” liderou em dezembro com 29,7 milhões de visitas, seguida do “Record” (20,6 milhões), do “Jornal de Notícias” (19,5 milhões) e do “Correio da Manhã” (18,3 milhões). O desportivo “O Jogo” registou 15,1 milhões de visitas, enquanto o “Diário de Notícias” obteve 11 milhões, o “Público” teve nove milhões e o “Expresso” registou 7,2 milhões.

No ‘ranking’ geral, os sites de economia e finanças ocupam posições a meio da tabela. Em dezembro, a edição do “Jornal de Negócios” foi o 16º site português mais visitado, enquanto o do Jornal Económico foi o 17º e o do “Dinheiro Vivo” foi o 21º.

Entre os sites das televisões e das rádios, a TVI lidera com 10,2 milhões de visitas, seguida da RTP com 6,7 milhões, da “SIC” com 5,3 milhões, da Renascença com 2,7 milhões e da TSF com 1,8 milhões.

Relacionadas

Económico Madeira apresentado no Funchal

O Económico Madeira, novo projeto editorial regional, deu o primeiro passo este fim de semana com a apresentação dos objetivos e da equipa de trabalho, numa cerimónia que decorreu no hotel Pestana CR7, no Funchal.

Jornal Económico teve 2,7 milhões de visitas em Novembro, após subida de 42%

Edição digital do Jornal Económico chegou ao fim do seu segundo mês de vida com 2,7 milhões de visitas, saltando para a segunda posição do seu segmento.

Jornal Económico teve dois milhões de visitas no primeiro mês de vida

O site do Jornal Económico chegou ao fim do seu primeiro mês de vida com quase dois milhões de visitas, sendo assim o 23º mais visitado em Portugal durante o mês de outubro, segundo os dados do Netscope, da Martktest.
Recomendadas

Bruxelas tem 12 milhões de euros para apoiar os media e já abriu candidaturas (com áudio)

Bruxelas quer apoiar os media de forma a “estimular uma esfera pública viva e diversificada” na União Europeia. A verba agora disponibilizada divide-se em quatro tipos de apoios diferentes à comunicação social, desde projetos multilingues a redes de comunicação para os mais jovens.

Enriquecimento ilícito: Como a Justiça insiste em dar um triplo salto para trás. Ouça o podcast “Maquiavel para Principiantes” de Rui Calafate

“Maquiavel para Principiantes”, o podcast semanal do JE da autoria do especialista em comunicação e cronista do “Jornal Económico”, Rui Calafate, pode ser ouvido em plataformas multimédia como Apple Podcasts e Spotify.

Cofina passa de prejuízo a lucro de quase dois milhões no primeiro semestre

“O resultado líquido foi, no primeiro semestre de 2021, positivo em cerca de dois milhões de euros e, no primeiro semestre de 2020, foi negativo em cerca de 1,3 milhões de euros”, diz a dona do Correio da Manhã.
Comentários