Líbia anuncia levantamento das restrições à produção de petróleo

Depois de reduzir a produção de crude em 90% desde janeiro, fruto de um conflito entre os dois governos que reclamam autoridade no país, as duas fações anunciaram um acordo para retomar os níveis normais de produção, que contrasta com a posição da maioria dos exportadores de petróleo.

A Líbia prepara-se para o retorno à produção e exportação de petróleo, anunciou o general Khalifa Haftar depois de um acordo com o Governo de União Nacional, o órgão governativo reconhecido pela ONU no país, como reporta a Bloomberg.

O anúncio poderá significar mais 1,1 milhões de barris de crude por dia nos mercados, caso sejam retomados os níveis de produção registados antes do embargo à exploração de petróleo, em vigor desde 18 de janeiro.

Os mercados reagiram imediatamente à notícia, com os preços a caírem, numa altura em que há já um excesso de oferta de crude. A decisão de Haftar contrastou com a política da Organização dos países Exportadores de Petróleo (OPEP), que, numa reunião de quinta-feira, havia reforçado o seu compromisso com as quotas de produção em vigor.

A Líbia encontra-se envolvida desde 2011 num conflito entre dois governos que reclamam o direito de governação do país. De um lado, o Governo de União Nacional, que conta com o apoio da ONU e dos EUA, e do outro o Exército Nacional Líbio, liderado por Haftar, que detém o controlo das regiões mais ricas em petróleo da Líbia.

Recomendadas

Edmundo Martinho vai liderar comissão para elaborar Estratégia Nacional de Combate à Pobreza

O Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e mais seis individualidades entre as quais Carlos Farinha Rodrigues, especialista em pobreza e desigualdades, integram a recém-criada comissão que irá elaborar a Estratégia Nacional de Combate à Pobreza que será apresentada pelo Governo até 15 de dezembro. Despacho que cria nova comissão foi hoje publicado em Diário da República e sinaliza que medidas terão em conta a “degradação” das condições materiais de muitos portugueses devido à pandemia.

Topo da agenda: o que não pode perder na economia e nos mercados esta semana

A semana será marcada pela discussão e votação na generalidade do Orçamento do Estado para 2021. Os analistas e investidores estarão ainda atentos à reunião do Banco Central Europeu e aos sinais que chegam sobre a economia, através da publicação da estimativa rápida do PIB da zona euro, do terceiro trimestre.
Vasco Cordeiro com Carlos César

Vasco Cordeiro diz que o PS teve “vitória clara e inequívoca” nos Açores

Líder do PS-Açores, que procura o terceiro mandato enquanto presidente do governo regional, defendeu que as eleições deste domingo “não foram um plebiscito ao governo regional”. E recusou-se a comentar paralelismos com o que aconteceu em 2015, quando a coligação liderada por Passos Coelho foi a mais votada, mas o seu governo acabou por ser derrubado na Assembleia da República.
Comentários