Manpower contrata mais 17% no primeiro semestre

Retalho, logística, indústria e serviços são os setores que mais contrataram no período em apreço.

A Manpower anunciou esta terça-feira um acréscimo de 17% nas suas contratações em    regime de trabalho temporário, entre janeiro e junho. Retalho, logística, indústria e serviços são os setores que protagonizaram maior crescimento no período em apreço.

Em comunicado, a Manpower refere que o crescimento é tanto mais significativo quanto se verifica atualmente uma “variação negativa” das contratações temporárias no mercado geral. Com efeito, segundo o Barómetro do Trabalho Temporário da APESP RH, o setor caiu 9% comparativamente ao período homólogo do ano anterior.

De igual modo, também os índices de satisfação (NPS) quer dos clientes, quer dos candidatos subiram, tendo registado um aumento de 17 e 20 pontos, respetivamente.

Vitor Antunes, managing director da Manpower Portugal, explica que os resultados são fruto da estratégia assente na satisfação do cliente e do candidato. “A Manpower tem vindo a apostar numa maior proximidade dos clientes e um maior conhecimento da sua realidade e necessidades de negócio e de talento. Juntando isso a um relacionamento próximo com candidatos e trabalhadores que nos permite conseguir a melhor avaliação dos perfis desses candidatos, obtemos uma maior capacidade de atração e compromisso dos nossos candidatos, que nos permite hoje afixar um tempo médio de resposta ao cliente de 4,6 dias.”

Recomendadas

Tecnologia OutSystems integra plano curricular de 13 universidades portuguesas

Programa, lançado há um ano, oferece licenciamento gratuito da plataforma low-code às universidades que queiram usá-lo para fins educacionais.

Farfetch lança projeto de 2,3 milhões de euros para desenvolver ‘chatbots’

O iFetch, que será lançado em parceria com a Universidade Nova de Lisboa e o Instituto Superior Técnico, é cofinanciado pelo Governo através do Portugal 2020.

Investigadores de Coimbra vão ajudar a impulsionar ensino da astronomia no mundo

Nuno Peixinho e Rosa Doran representam Portugal no recém-criado gabinete de ensino da União Astronómica Internacional, que visa promover a astronomia nos currículos nacionais.
Comentários