Metro de Lisboa só começa a funcionar às 10:15 na quinta-feira devido a greve

O pré-aviso de greve foi entregue após uma reunião com o conselho de administração da empresa, realizada a 2 de junho, na qual não foi possível chegar a um entendimento.

Os trabalhadores do Metropolitano de Lisboa realizam na quinta-feira uma greve parcial para exigirem valorizações salariais, estando previsto que a circulação de comboios se inicie apenas a partir das 10:15, alertou esta terça-feira a empresa.

A greve da generalidade dos trabalhadores do Metropolitano decorre até às 09:30, estando previsto que o serviço de transporte seja iniciado nesse dia a partir das 10:15, segundo o Metropolitano de Lisboa.

Já o sector administrativo e técnico fará greve entre as 09:30 e as 12:30, sem impacto na circulação do metropolitano, disse à Lusa Anabela Carvalheira, da Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações (FECTRANS).

O pré-aviso de greve foi entregue após uma reunião com o Conselho de Administração da empresa, realizada em 02 de junho, na qual não foi possível chegar a um entendimento sobre o estrito cumprimento e a prorrogação da vigência do Acordo de Empresa.

A valorização dos salários, as progressões nas carreiras e o preenchimento imediato do quadro operacional são outras exigências dos trabalhadores, que denunciam uma situação de bloqueio da contratação coletiva, acrescentou Anabela Carvalheira.

Estes foram também os motivos de uma greve parcial realizada pelos trabalhadores do Metropolitano em 25 de maio.

O serviço de transporte da Transtejo/Soflusa (TTSL), responsável pelas ligações fluviais entre Lisboa e Setúbal, também irá ter paralisações na quarta e na quinta-feira, no âmbito de plenários de trabalhadores para fazer “o balanço das lutas até agora desenvolvidas e como continuar a mobilização pela revisão dos Acordos de Empresa”, revelou a FECTRANS.

Os plenários decorrem, na quarta-feira, das 10:00 às 12:00 e, na quinta-feira, das 14:30 às 17:30.

Recomendadas

“Recomenda um amigo”. Tecnológica portuense está a contratar 50 novos talentos através dos colaboradores

ITSector tem procurado encontrar novos talentos na área da tecnologia através do networking dos seus próprios colaboradores, tendo criado assim uma das suas estratégias de recursos humanos.

Posso perder o dia de salário se faltar ao trabalho para receber a vacina?

Perante notícias vindas a público que há empresas que estão a recusar pagar o dia aos trabalhadores que faltam para tomarem a vacina, a ACT fez um esclarecimento.

Cepsa e Deco Proteste renegoceiam parceria que já ajudou famílias a poupar 29 milhões de euros

A parceria entre as duas entidades já permitiu que as famílias portuguesas poupassem 29 milhões de euros desde 2014. A renovação vai permitir que o valor máximo de desconto suba para 11 cêntimos por litro.
Comentários