Ministra da Saúde: “A incidência máxima da infeção estará adiada para maio”

Marta Temido referiu ainda que 89% dos casos confirmados de Covid-19 em Portugal estão em casa e 418 encontram-se internados.

Cristina Bernardo

A ministra da Saúde afirmou este sábado que, afinal, o pico da curva pandémica deverá só acontecer em maio, depois de a Direção-Geral de Saúde ter confirmado um aumento de 21% no número de casos de Covid-19 em Portugal, para 5.170.

“De a acordo com os dados de que dispomos agora, a incidência máxima da infeção estará adiada para maio. Isto indicia que as medidas de contenção que temos adotado, todos, designadamente ficar em casa a não ser para ir trabalhar, estão a ser efetivas”, explicou Marta Temido, em conferência de imprensa.

O Governo continua a estimar um número “muito elevado” de casos de Covid-19. “Isso coloca uma enorme pressão sobre o sistema de saúde português, sobre todos nós. Todos temos de fazer o que está ao nosso alcance para enfrentar o melhor possível aquilo que nos espera”, realçou a ministra aos jornalistas.

Os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde e o Instituto Nacional da Farmácia e do Medicamento têm estado a coordenar as aquisições adicionais de equipamentos. Ontem, chegaram ao país 6 milhões de máscaras cirúrgicas, mais de um milhão de máscaras FFP2 (respiradores), fatos de proteção, entre outros materiais – tanto doados como comprados pelo Estado.

Portugal registou, até à meia-noite deste sábado, 5.170 casos confirmados da doença Covid-19, mais 902 do que ontem, segundo o mais recente boletim epistemológico da DGS. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 100, mais 24 mortes nas últimas 24 horas. A taxa de letalidade é agora de 1,9%

Há ainda 4.938 cidadãos à espera dos resultados da análise laboratorial, 32.754 casos suspeitos e 43 pessoas recuperadas (que receberam alta), segundo o documento da DGS. Marta Temido referiu ainda que 89% dos casos confirmados de Covid-19 estão em casa e 418 encontram-se internados.

Lisboa, Porto e Vila Nova de Gaia são os três concelhos com mais portugueses infetados: 366, 343 e 262, respetivamente. Em termos de casos importados, a DGS informou que a maioria advém de Espanha (105), França (72), Reino Unido (27) e Itália (21).

Ler mais
Relacionadas

DGS confirma 5.170 casos de Covid-19 e 100 mortes em Portugal

Há ainda 4.938 pessoas à espera dos resultados da análise laboratorial, de acordo com os números divulgados este sábado pela Direção-Geral de Saúde.
Recomendadas

Bloco de Esquerda rejeita existência de “paraministros”

O partido diz que só negoceia com membros do Governo, depois de vir a público que o gestor da petrolífera Partex António Costa Silva “tornou-se uma espécie de ‘paraministro’”.

PremiumPS quer adiar debate sobre financiamento partidário

Propostas de alteração à Lei de Financiamento dos Partidos já receberam parecer favorável, mas PS diz que debate não é prioritário. PSD lembra que autárquicas estão próximas e recusa atrasar processo.

António Costa chama presidente da Partex para negociar plano de recuperação da economia

o Chefe do Executivo já terá informado todos os ministros do convite feito a António Costa Silva, que estará de saída da petrolífera, tendo o gestor já reunido com alguns dos titulares das pastas. Não integra oficialmente o Governo, mas o objetivo será preparar os planos de investimento e reformas que terão que ser entregues à Comissão Europeia e a base do Orçamento para 2021.
Comentários