Ministro das Finanças britânico defende regresso gradual aos escritórios (com áudio)

Segundo o ministro das Finanças do Reino Unido trabalhar a partir dos escritórios é particularmente importante para as camadas mais jovens que ainda se estão a iniciar no mundo do trabalho.

O ministro das finanças britânico, Rishi Sunak, destacou, esta terça-feira, os benefícios do trabalho no escritório para os jovens trabalhadores argumentando que dificilmente se constroem relações profissionais duradouras através do Zoom ou Teams. Para Sunak haverá “um retorno gradual aos escritórios”, segundo a “Reuters”.

Os comentários de Rishi Sunak surgem semanas depois de o Reino Unido ter abandonado as restrições e ter retomado a normalidade. Com a pandemia muitos escritórios ficaram ‘desertos’ um pouco por todo o mundo e alguns CEO’s garantiram que o teletrabalho veio para ficar, embora algumas empresas tenham empurrado os funcionários de volta aos escritórios em Londres e Nova Iorque.

Sunak, que fez a sua formação em Oxford e Stanford, acredita que haverá um regresso gradual aos escritórios, mas com algumas mudanças nos padrões de trabalho.

“Já tinha falado anteriormente sobre os benefícios de trabalhar a partir do escritório para os jovens, foi um benefício para mim quando estava a começar a minha carreira”, recordou Sunak que trabalhou na Goldman Sachs.

“Ainda converso com os mentores que encontrei quando comecei o meu trabalho, têm sido úteis para mim durante toda a minha carreira, mesmo depois de termos seguido caminhos diferentes”, admitiu o governante britânico, acrescentando que duvida que “tivesse esses relacionamentos fortes se estivesse a fazer o meu estágio de verão ou a primeira fase da minha carreira sobre Teams e Zoom, e é por isso que acho que para os jovens estar fisicamente num escritório é valioso”.

As infeções por Covid-19 têm vindo a descer no Reino Unido devido a uma alta taxa de vacinação. De acordo com os dados mais recentes sobre a pandemia no Reino Unido, nos últimos sete dias houve 187.548 pessoas a testar positivo à Covid-19, o que corresponde a uma diminuição de 30% no número de casos. Quanto à vacinação, 72% dos britânicos já estão totalmente vacinados.

Relacionadas

Reino Unido regista mais 26.144 casos positivos e 71 mortes por Covid-19

Os dados mais recentes sobre a pandemia no país, nos últimos sete dias houve 192.251 pessoas com teste positivo à covid-19, sinalizando uma diminuição de 33% no número de casos, comparando com os sete dias anteriores.

Boris Johnson: “Precisamos de fazer com que as pessoas e a indústria das viagens se movimentem novamente”

“Queremos adotar uma abordagem o mais cedo possível”, admitiu o primeiro-ministro britânico.
Recomendadas

Sabe como identificar notas roubadas?

Quando recebe notas de alguém deve estar atento para evitar aceitar notas roubadas. Este episódio do BdP Podcast traz-lhe algumas informações úteis: dá-lhe a conhecer formas de saber se as notas que lhe passam pela frente foram obtidas num furto.

O Jornal Económico num minuto

O Jornal Económico desta semana já está disponível nas bancas de todo o país e na plataforma JE Leitor, para os nossos assinantes digitais.

Cristiano Ronaldo lidera a lista de melhor marcadores da história da ‘Champions’. Conheça os restantes nove

Dos inevitáveis Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, às lendas Henry e Shevchenko, conheça os 10 melhores marcadores da história da Liga dos Campeões.
Comentários