PremiumMinutas da Fed sinalizam ‘tapering’ em novembro

Reserva Federal norte-americana sinalizou início do ‘tapering’ no próximo mês. Inflação pressiona ações. Começou a apresentação de resultados nos Estados Unidos.

As últimas semanas ficaram marcadas por uma deterioração do sentimento nos mercados acionistas. A inflação continua a ser um dos temas dominantes, com as subidas de preços a poderem colocar em causa o ritmo da recuperação económica mundial, levando alguns analistas a ponderarem se a alta da inflação será assim tão “temporária” como a Fed e o BCE têm indicado. Esta semana, as minutas da reunião de setembro da Fed revelaram que se poderá iniciar já em novembro o processo de tapering. Em território europeu, Klaas Knot, membro do BCE, alertou que não se pode subestimar os riscos da inflação, mas o economista-chefe, Philip Lane, afirmou que a atual situação ainda não é preocupante. Os investidores aguardam pela reunião de dia 28 para tentar obter novas pistas.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumDiretor-geral da AWS diz que Portugal “está num caminho fantástico”

A empresa de computação na nuvem do grupo Amazon prevê que o investimento de 2,5 mil milhões de euros em Espanha também seja benéfico para o mercado português.

PremiumRui Rio procura tornar-se o líder da oposição que mais tardou a chegar ao poder

Triunfo sobre Paulo Rangel, na sua terceira vitória consecutiva em eleições diretas, leva a que o líder social-democrata esteja em condições de ultrapassar António Guterres como o líder da oposição que mais tempo demorou a tornar-se primeiro-ministro. Quando disputar as próximas eleições legislativas Rio já levará 1.445 dias à frente do seu partido.

PremiumEconomista Sérgio Rebelo diz que “é importante evitar os cortes súbitos de despesa e subidas de impostos”

O economista português, professor nos EUA, alerta que instabilidade política pode “facilmente” criar instabilidade económica com impacto para o refinanciamento da dívida portuguesa e diz que o país tem pouco espaço fiscal.
Comentários