MSC Cruzeiros estuda escalas nos portos angolanos

Portos de Luanda, Cabinda, Namibe e Lobito são as grandes possibilidades.

A MSC Cruzeiros está a estudar a possibilidade de escalar diversos portos angolano a curto prazo.

Durante a visita recente de uma comitiva da MSC Cruzeiros a Angola, durante a qual a empresa esteve presente na feira em Luanda e realizou um seminário sobre turismo de cruzeiros, foram também visitados os principais portos do país, com destaque para Luanda, Cabinda, Namibe e Lobito.

“Com esta visita, verificámos as condições de cada porto para a possibilidade de receber os navios da MSC Cruzeiros, bem como as potencialidades de cada região/destino de forma a desenvolvermos a nossa presença no mercado angolano através de uma operação de afretamento concretizada pela empresa Alegrangola, nosso parceiro neste projecto desde o início”, sublinha Eduardo Cabrita, diretor-geral da MSC Cruzeiros Portugal, em comunicado.

O mesmo responsável afirma que “acreditamos no desenvolvimento e no crescimento do sector dos cruzeiros em Angola e que existem também grandes potencialidades turísticas, com locais muito interessantes para visitar, pelo que estamos atentos aos principais desafios do destino, nomeadamente logísticos, de segurança, processos para permissão de entrada no país, bem como de troca de divisas.”

Eduardo Cabrita conclui que “o Governo Angolano está muito empenhado no desenvolvimento turístico do país e acarinha o nosso projeto desde o começo, uma vez que fornece os quatro pilares essenciais definidos por Angola: a captação de receitas, o desenvolvimento do turismo interno e externo, a formação profissional e, finalmente, a promoção turística do país”.

“Estamos a trabalhar em conjunto para que, rapidamente, seja uma realidade”, assegura o diretor-geral da MSC Cruzeiros.

Além de estar presente na feira turística BITUR, que decorreu em Luanda entre 17 e 21 de outubro, a comitiva da MSC Cruzeiros teve também a oportunidade de reunir com o Ministro da Hotelaria e Turismo, Paulino Baptista, e com o secretário de Estado, Alfredo Varo Kaputo.

A comitiva da MSC Cruzeiros teve igualmente a possibilidade de reunir com o IMPA – Instituto Marítimo e Portuário de Angola, que tutela todos os portos angolanos, bem como de realizar as referidas visitas técnico-comerciais aos portos angolanos, acompanhada pelo director-geral da Infotur, Eugénio Clemente.

 

Ler mais

Recomendadas

5G: Começou hoje a segunda fase da migração das frequências da TDT

A segunda fase da alteração da rede de emissores da televisão digital terrestre (TDT) arrancou esta segunda-feira, 24 de fevereiro, em Vila Nova de São Bento, no concelho de Serpa, um passo essencial para a implementação da quinta geração móvel (5G).

EUA: coronavírus não prejudica, por enquanto, a ‘phase 1’ do acordo comercial com a China

O secretário do tesouro norte-americano, Steven Mnuchin, reconhece que o coronavírus pode atrasar o início das negociações sobre o aprofundamento do acordo comercial com Pequim, mas garantiu não estar preocupado com esse cenário.
catarina_martins_bloco_esquerda_legislativas_1

BE quer subsídio de alimentação da Função Pública como referência para o setor privado

A medida consta de um projeto de lei apresentado pelos bloquistas, que visa que o subsídio diário de alimentação dos trabalhadores do setor privado não seja inferior ao que definido para os trabalhadores da Administração Pública.
Comentários