Notre Dame “foi salva por meia-hora”, admite governo francês

Autoridades francesas apontam que o incêndio na catedral de Notre Dame foi “involuntário” e prometem que a investigação “será longa e complexa”.

Yoan Valat /EPA

O governo francês garantiu que a catedral ainda está ‘de pé’ graças à rápida intervenção dos bombeiros. De acordo com o número dois do Interior, Laurent Nuñez, a Notre Dame foi salva do colapso por apenas “meia hora”, cita o “El País”.

“Uma série de funcionários, que colocaram em risco as suas vidas, entraram nas duas torres para se aproximarem do fogo o que permitiu salvar o edifício”, explicou o alto funcionário do Interior.

A destruição provocada pelo fogo foi menor do que inicialmente se temia, mas a situação continua preocupante . Especialistas detetaram “alguns pontos vulneráveis” na estrutura de Notre Dame, especialmente nas abóbadas, em partes do transepto norte e na torre do sino sul. Cinco edifícios habitacionais adjacentes foram evacuados como medida preventiva.

Até agora, as causas da origem deste incêndio são desconhecidas, dado o valor histórico e artístico desta catedral com nove séculos de história. Contudo, tudo aponta para um incêndio acidental, já que estavam a decorrer obras de reabilitação na catedral. Os trabalhadores que trabalhavam no local vão ser alvos de uminterrogatório.

Relacionadas
Julien de Rosa / EPA

Quem são as duas famílias francesas que vão doar 300 milhões para reconstruir Notre-Dame?

Catedral com quase nove séculos de história é um dos símbolos da capital francesa. O pináculo colapsou e a nave central ardeu, mas o altar, as relíquias e a vontade dos parisienses mantêm-se vivas. Depois da tragédia, os franceses declararam-se prontos para a reconstrução do templo. 856 anos depois da sua edificação , Notre-Dame terá de se reerguer das cinzas.
Julien de Rosa / EPA

Catedral de Notre Dame: da construção que durou 182 anos ao incêndio que devastou património da UNESCO

A Catedral de Notre Dame com mais de oito séculos de existência sofreu um incêndio de grandes dimensões na segunda-feira. As chamas consumiram dois terços do teto do templo e o pináculo acabou por ceder. A catedral quase 200 anos a ser construída.
Recomendadas

“A Empresa das Índias”

Observador atento das convulsões económicas, sociais e ambientais, Erik Orsenna descreve-nos aqui os oito anos de preparação da viagem sonhada por Cristóvão Colombo. Lisboa é o pano de fundo e o sonho é ‘tocado’ a quatro mãos com o seu irmão Bartolomeu. Aqui fica a sugestão de leitura desta semana da livraria Palavra de Viajante.

Amarante tem nova identidade visual

‘Natureza Criativa’. Assim se chama a nova identidade daquela que era até agora a ‘princesa do Tâmega’. Captar investimento e atrair turismo são duas das opções estratégicas.

Museu do Prado contribui com 745 milhões de euros anuais para a economia espanhola

O contributo económico total representa 16 vezes o orçamento do museu e 48 vezes o apoio financeiro que recebe do Estado, que, em 2018, foi de 15,3 milhões de euros.
Comentários