Novo Banco vende parcela na Empark por 69 milhões

Negócio foi comunicado à CMVM.

Rafael Marchante/Reuters

Por 69 milhões de euros e através de uma das suas participadas, o Novo Banco vendeu uma parcela de 22,21% na Empark à Parkinvest, conforme informou através de comunicado à CMVM.

“O Novo Banco S.A. informa que a sua participada indireta ES Concessions International Holding B.V. estabeleceu com a Parkinvest B.V., uma entidade sediada e a operar de acordo com a lei holandesa, um acordo para a alienação de uma participação acionista de 22,21% na Empark – Aparcamientos y Servicios, S.A. (“Empark”), por um valor total de 69 milhões de euros”, revela o documento referido.

No entanto, “a concretização do contrato depende da obtenção de diversas autorizações e do cumprimento de certas condições” e “a conclusão da transação nos termos ora acordados terá um impacto positivo no rácio de capital Common Equity Tier I do Novo Banco”, indica-se.

O documento explica que “esta transação representa mais um importante passo no processo de desinvestimento de ativos não estratégicos do Novo Banco” através de “estratégia de foco no negócio bancário”.

Recomendadas

BPI é membro fundador do NEST – projeto-âncora do Programa Turismo 4.0

O BPI lidera a Linha de Apoio à Qualificação da Oferta – Turismo de Portugal, com uma quota de 23,6% do montante total de crédito enquadrado até 30 de junho de 2018. No âmbito desta linha, o BPI, em conjunto com o Turismo de Portugal, já financiou mais de 20 milhões de euros respeitantes a 37 projetos (27,8%).

Novo Banco nomeia Mark Bourke para CFO

Mark Bourke deverá entrar em funções no Novo Banco previsivelmente no início do próximo ano, depois de completar o seu mandato no AIB e após autorização pelo Banco Central Europeu.

Crédit Agrícole desiste do Eurobank na Polónia. BCP na corrida

O Crédit Agrícole retirou-se da corrida para comprar o Eurobank, a subsidiária polaca da Société Générale, deixando o campo aberto ao Millennium bcp e ao polaco Alior Bank, de acordo com a Reuters que cita o diário polaco Puls Biznesu.
Comentários