Novos créditos ao consumo automóvel e pessoal crescem 20% e atingem 547 milhões de euros

Também o número de novos créditos ao consumo aumentou na mesma ordem.

Os novos créditos ao consumo automóvel e pessoal cresceram quase 20% no mês de junho, em comparação com junho de 201, e atingiram em conjunto 547 milhões de euros, de acordo com os dados divulgados esta quinta-feira pelo Banco de Portugal (BdP).

O valor dos novos créditos ao consumo pessoal cresceu 20,9%, para 267 milhões de euros, e o valor do financiamento para compra de automóvel subiu 20,3%, para 280 milhões de euros, segundo dados sobre a evolução dos novos créditos aos consumidores.

Observando a variação homóloga em percentagem e em número de contratos, também o número de novos créditos ao consumo aumentou pela mesma ordem. Os empréstimos pessoais aumentaram 19,5%, e os créditos para compra de automóvel cresceu  18,4%. Estes tipos de consumo totalizaram 38.719 e 19.694 contratos, respetivamente.

A decrescer estão os novos empréstimos através de cartões e descoberto, tanto em número como no montante. Tanto os novos créditso através de cartões e descoberto, como os montantes utilizados nesta modalidade desceram 4,3%, para 66.624, e 3,3% para 83 milhões de euros, respetivamente.

Recomendadas

Isabel dos Santos deve mais de 500 milhões de euros à banca

O regulador bancário já terá pedido a todas as instituições uma atualização sobre os financiamentos, assim como aos auditores externos para verificarem a adequação dos níveis de imparidades, noticia o “Expresso”. “Correio da Manhã” revela que CGD e BCP concentram os valores mais elevados dos empréstimos.

‘Rebranding’ ao fim de 293 anos. Royal Bank of Scotland muda de nome

Alison Rose afirmou que este é o momento certo para fazer uma mudança e alterar o nome do RBS, que já data 293 anos. No entanto, as agências bancárias, como o Ulster Bank, na Irlanda do Norte, do RBS vão manter o nome.
Revolut

Revolut passa a estar disponível na aplicação Dabox

Os utilizadores – independentemente de serem ou não clientes da Caixa Geral de Depósitos – conseguem agora agregar a sua conta na fintech britânica à ‘app’ da CGD.
Comentários