Número de mortos em África sobe para 8.334 e mais de 315 mil casos

O número de mortos em África devido à Covid-19 subiu para 8.334, mais 219 nas últimas 24 horas, em cerca de 315 mil casos, segundo os dados mais recentes sobre a pandemia no continente.

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número de infetados é de 315.410, mais 8.843 casos nas últimas 24 horas.

O número de recuperados é de 149.982, mais 3.770.

A África Austral regista o maior número de casos (106.065) e contabiliza 2.041 mortos, a grande maioria concentrada na África do Sul, o país com mais infetados em todo o continente (101.590) e que regista 1.991 vítimas mortais.

O Norte de África lidera no número de mortes (3.513), em 83.444 infeções.

A África Ocidental conta 1.154 mortos em 63.529 infetados, a África Oriental regista 958 vítimas mortais e 31.912 casos, enquanto na África Central há 668 mortos em 30.460 infeções.

O Egito, o país africano com mais vítimas mortais, contabiliza hoje 2.278 mortos e 56.809 casos de infeção, seguindo-se a África do Sul e depois a Argélia, com 852 vítimas mortais e 11.920 infetados.

Entre os cinco países mais afetados, está também a Nigéria, com 525 mortos e 20.919 infetados, e o Gana, com 85 mortes em 14.154 infeções.

Quanto aos países africanos lusófonos, a Guiné-Bissau é o que tem mais infeções e mortes, com 1.556 casos e 19 vítimas mortais.

Cabo Verde tem 944 infeções e oito mortos e Moçambique conta 737 doentes infetados e cinco mortos.

São Tomé e Príncipe contabiliza 702 casos e 12 mortos e Angola tem 186 casos confirmados de covid-19 e dez mortos.

A Guiné Equatorial, que integra a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), passou os dois mil casos (2.001) e mantém 32 mortos, de acordo com o África CDC.

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito em 14 de fevereiro, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 469 mil mortos e infetou quase 9 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Ler mais
Recomendadas

Lucros do BAI Cabo Verde subiram 24% para 1,1 milhões de euros em 2019

Apesar deste resultado, a instituição não vai distribuir dividendos aos acionistas, desde logo cumprindo uma determinação do banco central cabo-verdiano, para constituição de reservas devido à crise economia e financeira provocada pela pandemia.

Cabo Verde com défice orçamental de 0,7% até abril

A proposta de Orçamento Retificativo do país para 2020, que deverá ser submetido a apreciação e votação no parlamento na segunda semana de julho, ascende a 75.084.978.510 escudos (679,1 milhões de euros), entre despesas e receitas.

Cabo Verde já mobilizou cerca de 144 milhões de euros junto da parceiros internacionais

“Embaixadores, representantes das organizações internacionais, Banco Mundial, FMI, União Europeia, Estados bilaterais, todos demonstraram uma grande boa vontade em continuar a apoiar e acompanhar Cabo Verde neste momento”, diz o ministro cabo-verdiano dos Negócios Estrangeiros.
Comentários