Número de desempregados dispara 34% em agosto. Algarve com subida de 177%

Por regiões, todas registaram um aumento dos pedidos de desemprego, exceto os Açores, onde desce 1,3%. Já o Algarve registou a maior subida de pedidos de emprego, mais 177,8% face a 2019.

O número de desempregados registados em Portugal subiu 34,5% em agosto face a igual período de 2019, mais 105 mil pedidos.

No final do mês de agosto, estavam registados mais de 409 mil indivíduos nos centros de emprego do Continente e Regiões Autónomas, o que representa 74,5% de um total de 549 mil pedidos de emprego.

Face ao mês anterior o número de desempregados registados subiu em 0,5%, segundo os dados hoje divulgados pelo Instituto de Emprego e de Formação Profissional (IEFP).

Por regiões, todas registaram um aumento dos pedidos de desemprego, exceto os Açores, onde desce 1,3%. Já o Algarve registou a maior subida de pedidos de emprego, mais 177,8% face a 2019.

Nas restantes regiões também se verificaram aumentos: norte (24%), centro (22%), Lisboa e Vale do Tejo (48%), Alentejo (27%) e Madeira (26%).

O aumento do número de pedidos de emprego teve maior expressão no setor serviços com uma subida de 42,8%. Desagregando este setor de atividade económica, as subidas percentuais mais acentuadas têm lugar nas atividades de “alojamento, restauração e similares”, com uma subida de 88,4%; “transportes e armazenagem”, com um aumento de 63,5%; “atividades imobiliárias, administrativas e dos serviços de apoio”, com uma valorização de 51,2%.

Segundo o IEFP, para o aumento do número de desempregados em agosto face a 2019, “contribuíram todos os grupos do ficheiro de desempregados, com destaque para os mulheres, adultos com idade igual ou superior a 25 anos, os inscritos há menos de um ano, os que procuravam novo emprego e os que possuem como habilitação escolar o secundário”.

Ler mais

Recomendadas

Edmundo Martinho vai liderar comissão para elaborar Estratégia Nacional de Combate à Pobreza

O Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e mais seis individualidades entre as quais Carlos Farinha Rodrigues, especialista em pobreza e desigualdades, integram a recém-criada comissão que irá elaborar a Estratégia Nacional de Combate à Pobreza que será apresentada pelo Governo até 15 de dezembro. Despacho que cria nova comissão foi hoje publicado em Diário da República e sinaliza que medidas terão em conta a “degradação” das condições materiais de muitos portugueses devido à pandemia.

Topo da agenda: o que não pode perder na economia e nos mercados esta semana

A semana será marcada pela discussão e votação na generalidade do Orçamento do Estado para 2021. Os analistas e investidores estarão ainda atentos à reunião do Banco Central Europeu e aos sinais que chegam sobre a economia, através da publicação da estimativa rápida do PIB da zona euro, do terceiro trimestre.
Vasco Cordeiro com Carlos César

Vasco Cordeiro diz que o PS teve “vitória clara e inequívoca” nos Açores

Líder do PS-Açores, que procura o terceiro mandato enquanto presidente do governo regional, defendeu que as eleições deste domingo “não foram um plebiscito ao governo regional”. E recusou-se a comentar paralelismos com o que aconteceu em 2015, quando a coligação liderada por Passos Coelho foi a mais votada, mas o seu governo acabou por ser derrubado na Assembleia da República.
Comentários