O futebol está em perigo? “Sim”, diz Domingos Soares de Oliveira

Quanto questionado sobre o futuro do futebol, Domingos Soares de Oliveira disse que o modelo atual está em perigo e que não é possível haver um campeonato onde só há oportunidades para alguns clubes.

O futuro do futebol foi discutido no palco do SportsTrade da Web Summit, e contou com a participação de Domingos Soares de Oliveira, administrador executivo da SAD do Benfica, e David Griffin, Executivo da NBA.

Os modelos de mercado no desporto têm sido um tema quente e bastante abordado por consultoras e clubes. Um recente estudo da DBRS analisou os principais fatores de risco dos clubes de futebol europeus, em relação à evolução dos modelos de negócios que, pelo menos para os clubes de topo, tende a não estar estritamente relacionado com o desempenho desportivo.

Esta premissa mostrou-se ser também uma preocupação para o SL Benfica, e o futebol no geral. “Não podemos falhar nem dentro do campo nem fora É importante termos a noção de que para além dos golos, temos de saber aumentar o número de bilhetes vendidos, assim como de merchandising. É um equilíbrio difícil de manter”, admitiu Domingos Oliveira.

Para além do futebol, o mesmo acontece também na NBA, onde há um grande desequilíbrio  da valorização dos jogadores. “Há clubes que pagam pelo LeBron James valores que estatisticamente é impossível ele valer, e o mesmo acontece com jogadores como o Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo”, disse David Griffin, Executivo da NBA. 

Tanto Domingos Soares de Oliveira como David Griffin concordam que é muito importante ter uma elaborada base de dados sobre os atletas, mas o Executivo da NBA alerta que “data sem uma tradução é apenas informação ‘oca’. É preciso uma grande equipa para analisar esses dados porque podem tornar-se inúteis”.

Para provar a ideia de que dados sobre jogadores é fundamental, Domingos Oliveira dá o exemplo da Caixa Futebol Campus. “Estamos a tentar lidar com os jogadores de forma diferente, do forma interna. Estamos a desenvolver, juntamente com a Microsoft, um programa de angariação de dados sobre os nossos jogadores”, desde maio deste ano.

Mas o português ressalva para a necessidade de haver talento. “O mais importante é encontrar talento. Podemos ter muitos dados e formação mas sem talento, um jovem nunca se vai tornar num grande jogador de futebol, e nunca nos podemos esquecer disso”.

Quanto questionado sobre o futuro do futebol, Domingos Oliveira disse que o modelo atual está em perigo e que não é possível haver um campeonato onde só há oportunidades para alguns clubes.

Relacionadas

Hollande foca-se na economia social e solidária através da fundação “La France s’engage”

“Como ex-Presidente da República francesa acredito que as startups são as grandes empresas de amanhã”, disse no palco principal da Web Summit.

União Europeia precisa de uma “discussão sobre uma reforma fiscal”, defende diretora do International Trade Center

Em entrevista ao Jornal Económico, Arancha Gonzalez, diretora do International Trade Center (ITC), critica a forma como as reformas foram impostas durante a crise económica em países do sul da Europa, como Portugal.

Sabe o que é fígital? Hilton acredita que é receita para inovar e ganhar dinheiro

A diretora de Marketing da cadeia de hotéis, Geraldine Calpin, mostrou na Web Summit os truques da sua aplicação ‘One Hero’, que permite ao cliente abrir a porta do quarto com o telemóvel e ver onde está anda a bebida que pediu no serviço de quartos.
Recomendadas

Do “Cartão Vermelho” ao “Fora de Jogo”: como combater as ilegalidades do futebol português? Veja o “Jogo Económico”

Acompanhe o “Jogo Económico” na plataforma multimédia JE TV, através do site e das redes sociais do Jornal Económico.

Odds em tempo real vão ser realidade no Estádio José Alvalade já este domingo

A estreia desta exibição de odds em tempo real irá acontecer já este domingo, 28 de novembro, na partida que irá opor o Sporting CP ao Tondela.

Portugal defronta Turquia nas ‘meias’ dos ‘play-off’ e pode apanhar a Itália

Portugal, que detinha estatuto de cabeça de série e, por essa razão, jogará com os turcos em casa, em 24 de março de 2022, num único encontro, falhou o apuramento direto para a fase final do Mundial, a realizar no Qatar, ao terminar no segundo lugar no Grupo A europeu de apuramento, atrás da Sérvia.
Comentários