OE2019: Casais desempregados com filhos mantêm majoração de 10% no subsídio de desemprego

Esta medida extraordinária de apoio aos desempregados de longa duração tem sido replicada desde 2012, quando foi adoptada pelo anterior Governo.

O Governo vai manter no próximo ano as medidas extraordinárias de apoio aos desempregados de longa duração e aos casais desempregados com filhos no próximo ano.

Segundo a versão preliminar do Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) a que o Jornal Económico teve acesso, o Governo irá manter a medida de majoração de 10% do subsídio de desemprego para casais desempregados com filhos. Esta medida extraordinária de apoio aos desempregados de longa duração tem sido replicada desde 2012, quando foi adoptada pelo anterior Governo.

O valor do subsídio de desemprego é majorado em 10% quando, no mesmo agregado familiar, ambos os cônjugues ou pessoas que vivam em união de fato, estejam desempregados e tenham filhos ou equiparados a cargo.

Esta majoração também se aplica quando num agregado monoparental, o parente único receba subsídio de desemprego ou subsídio por cessão de actividade.

Também a medida extraordinária de apoio aos desempregados de longa duração que permite a atribuição dos subsídios de desemprego ao fim de seis meses irá continuar no próximo ano. Esta medida foi introduzida no OE2018 e voltará a ser aplicada no próximo ano.

Relacionadas

Sacos de plástico mais caros e outras vitórias do PAN no OE2019

André Silva adiantou hoje à agência Lusa que o Governo vai inscrever pela primeira vez quatro medidas do partido na proposta de Orçamento do Estado que será entregue na Assembleia da República na próxima segunda-feira.

OE2019: O que podemos esperar do último Orçamento de Estado desta legislatura?

O que podemos esperar do último Orçamento do estado da atual legislatura, para um ano marcado por eleições? Economistas, políticos e corporações respondem.

OE2019: Novas progressões da função pública pagas na totalidade nesta legislatura

Ministro das Finanças reuniu com sindicatos da função pública mas não foi entregue ainda nenhuma proposta. Governo cedeu ainda assim à reivindicação dos sindicatos sobre as novas progressões.

PremiumOE2019: As medidas com impacto no bolso das famílias e empresas

Governo continua a negociar com a esquerda e os sindicatos as medidas que serão inscritas no próximo Orçamento. Veja aqui as que já são conhecidas.

Restauração: Governo vai alargar redução de IVA para 13% a outras bebidas

Em 2016, apenas uma parte do serviço de bebidas (como bebidas de cafetaria e água natural) passou a estar sujeita à taxa intermédia. Da redução da carga fiscal ficaram excluídas as bebidas alcoólicas, os refrigerantes, sumos, néctares e águas gaseificadas. Redução de imposto para a prestação de serviços de algumas destas bebidas deverá, porém, ocorrer em 2019.
Recomendadas

Meses de Verão vão “mitigar os prejuízos” dos sector das viagens, mas recuperação vai demorar, alertam agências de viagens

Segundo o vice-presidente da ssociação de Sócios Gerentes das Agências de Viagens e Turismo “o Algarve continuará a ser a região de eleição e os turistas britânicos vão ter muito peso no aumento do turismo no país”.

Laboratório francês Sanofi pode ter vacina contra a Covid-19 até ao final do ano

O laboratório francês Sanofi anunciou, esta segunda-feira, que a sua vacina está a ter bons resultados nos ensaios clínicos e o seu presidente disse mesmo que este novo medicamento pode começar a ser produzido até ao final do ano.

INSA avança com seis estudos de efetividade das vacinas contra a Covid-19

A efetividade das vacinas contra a covid-19 em Portugal está a ser monitorizada através de seis estudos coordenados pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, anunciou, esta segunda-feira, o presidente do INSA, Fernando de Almeida.
Comentários