Os 10 países com a gasolina mais cara do mundo (Portugal está na lista)

A Islândia é a nação com o combustível mais caro, num ‘ranking’ dominado pela Europa.

De acordo com os dados reunidos pelo site www.globalpetrolprices.com, que faz uma compilação dos preços globais dos preços dos combustíveis – procurando os valores mais atuais para cada país –, Portugal está entre as nações com a gasolina mais cara, com os valores da semana de 14 de maio a reportarem então um preço médio de 1,56 euros por cada litro daquele combustível.

Poucos países há que superem o valor pago em Portugal, com o país a ficar no top-10 dos mais caros globalmente (é o décimo classificado), sendo a maior parte também da Europa, como são os casos de Itália (1,59 euros), Grécia (1,61€), Dinamarca (1,62 euros), Mónaco (1,64 euros), Holanda (1,64 euros) e da Noruega (1,72 euros), este último já no ‘top 3’. A lista fica completa com as posições cimeiras de Hong Kong (1,77 euros) e da Islândia (1,78 euros).

1º. Islândia (1,78 €/litro)
2º. Hong Kong (1,77 €/litro)
3º. Noruega (1,72 €/litro)
4º. Holanda (1,64 €/litro)
5º. Mónaco (1,64 €/litro)
6º. Dinamarca (1,62 €/litro)
7º. Grécia (1,61 €/litro)
8º. Itália (1,59 €/litro)
9º. Israel (1,57 €/litro)
10º. Portugal (1,56 €/litro)

Fonte: www.globalpetrolprices.com, referentes à semana de 14 de maio

Relacionadas

Alemanha tem permissão imediata para abolir carros a diesel

De acordo com a agência “Reuters” a decisão foi deliberada na passada sexta-feira pelo tribunal administrativo de Leipzig, num comunicado de 30 páginas.

Combustíveis sobem em todos os postos do país. Gasóleo bate máximos de cinco anos

Os combustíveis voltam a ficar mais caros esta segunda-feira. É a décima semana consecutiva de aumentos para a gasolina, que renova máximos de quatro anos. Já o gasóleo passa a custar o mesmo que em abril de 2013.

Venezuela: gasolina mais barata do mundo não consola país a ferro e fogo em dia de eleições

O litro de gasolina é mais barato do que uma garrafa de água pequena. Atualmente, a turbulência social não está relacionada com os combustíveis, mas sim com a grave crise económica que o país atravessa.
Recomendadas

Um ministro das Finanças e um orçamento comum, as receitas de Blanchard para a Zona Euro

O antigo economista-chefe do FMI traçou o caminho para uma política monetária e orçamental mais coordenada para a zona euro. Além da criação de um posto de ministro das Finanças, Olivier Blanchard disse que é essencial agilizar as políticas sobre o défice e sugeriu um orçamento comunitário comum.

Governo estuda emissão de obrigações para empresas industriais

O Governo está a estudar lançar emissões de obrigações agrupadas para vários setores, nomeadamente o industrial, depois de anunciar hoje uma operação destinada a empresas de turismo, de acordo com o ministro Adjunto e da Economia.

“A economia está a arrefecer”, alerta banco central da Alemanha 

O Bundesbank, banco central alemão, considerou esta segunda-feira que a economia da Alemanha está a abrandar após um período de grande prosperidade, mas espera uma estabilização no segundo semestre do ano.
Comentários