Passes para Lisboa baixam para 70 e 80 euros para utentes da região Oeste

A OesteCim e os municípios da região decidiram investir 1,6 milhões de euros para reforçar a verba do Plano de Apoio à Redução Tarifária nos Transportes (PARTT), com o objetivo de reduzir o valor dos passes inter-regionais para Lisboa pela segunda vez, depois das alterações implementadas desde abril deste ano.

Os passes nos transportes públicos para Lisboa vão baixar para 70 euros para utentes de Alenquer, Arruda dos Vinhos, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras, e para 80 euros dos restantes concelhos da região, foi hoje anunciado.

A Comunidade Intermunicipal do Oeste está a trabalhar com as empresas de transportes, no sentido de os novos valores entrarem em vigor a partir de 01 de janeiro de 2020, afirmou à agência Lusa Pedro Folgado, presidente da Comunidade Intermunicipal do Oeste.

“É um dia histórico para o Oeste, porque as câmaras assumiram o reforço do investimento necessário para reduzir o valor dos passes inter-regionais”, sublinhou o autarca.

“Achamos que é injusto para as pessoas que estão na fronteira com a Área Metropolitana de Lisboa não terem um passe a 40 euros e queremos minimizar essa diferença. Por outro lado, queremos dar maior comodidade às pessoas”, acrescentou.

A OesteCim e os municípios da região decidiram investir 1,6 milhões de euros para reforçar a verba do Plano de Apoio à Redução Tarifária nos Transportes (PARTT), com o objetivo de reduzir o valor dos passes inter-regionais para Lisboa pela segunda vez, depois das alterações implementadas desde abril deste ano.

Os passes inter-regionais passam a ter um custo de 70 euros para utentes dos transportes públicos dos concelhos de Alenquer, Arruda dos Vinhos, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras.

Desde abril que o mesmo título custa 97 euros em Arruda dos Vinhos, 112 euros em Alenquer e Sobral de Monte Agraço e 116 euros em Torres Vedras.

Já para os concelhos de Alcobaça, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lourinhã, Nazaré, Óbidos e Peniche, o passe inter-regional é de 80 euros a partir de 2020.

Em 2019, o Estado atribuiu à região 1,3 milhões de euros, montante a que a OesteCim somou mais 650 mil euros para implementar um passe municipal (dentro do perímetro de cada concelho) de valor não superior a 30 euros, um passe até 40 euros para as deslocações intermunicipais (dentro do território da OesteCim) e 30% de descontos nos passes para ligações inter-regionais com os concelhos da Área Metropolitana de Lisboa (AML), da Lezíria do Tejo e da Região de Leiria.

Porém, entre as “cerca de 5.000 pessoas que se deslocam diariamente entre o Oeste e a AML”, foi patente, no último ano, “o sentimento de falta de equidade” em relação aos “40 euros aplicados aos passes sociais na AML”, sublinha a OesteCim num comunicado.

A região Oeste é composta pelos concelhos de Alcobaça, Bombarral, Caldas da Rainha, Nazaré, Óbidos, Peniche, do distrito de Leiria, e por Alenquer, Arruda dos Vinhos, Cadaval, Lourinhã, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras, do distrito de Lisboa.

Ler mais
Recomendadas

PremiumRangel Pharma vai investir mais 12 milhões de euros

Após dez anos de atividade na logística farmacêutica, Nuno Rangel, CEO do Grupo Rangel, revela um plano de investimentos a cinco anos para quase duplicar a área de armazenagem e criar mais 130 empregos em Portugal.

PremiumCEO da Unicre: “Depois do Porto, estamos em conversas para pagamento ‘contactless’ nos transportes em Lisboa”

Pioneira nos cartões de crédito em Portugal, a Unicre lança um ‘rebranding’ para salientar a base digital, atrair clientes jovens e abrir portas a mercados internacionais, revela o presidente da empresa, João Baptista Leite.

PremiumTesla tem bateria de sobra para dar mais energia às ações

Em 2020, os títulos da Tesla já valorizaram mais 36%. Ao Jornal Económico, o banco de investimento Jefferies explica que a elétrica de Elon Musk tem muito mais para dar para além dos carros.
Comentários