Paulino Ascensão deve manter-se à frente do BE Madeira, diz ex-líder

Roberto Almada garante que não pretende integrar qualquer lista candidata à direção do partido, na convenção prevista para março.

O BE Madeira perdeu nas eleições regionais, realizadas a 22 de setembro, a sua representação parlamentar. Mas o anterior coordenador dos bloquistas madeirenses, Roberto Almada, considera que o atual coordenador, Paulino Ascensão, deve manter-se à frente do partido na região.

“Não vejo nenhuma razão para se alterar a liderança do BE na Madeira. O mais fácil seria cada um ir à sua vida. Mas nós no BE não estamos para fazer o mais fácil. Se fosse para fazer isso não era necessário o BE existir no cenário nacional e regional. A liderança tem de continuar a afirmar-se. Corrigir os erros que possam ter cometido. Tem de aguentar o tempo difícil, de travessia no deserto, trabalhar para reconstruir o BE, trabalhar para voltar ao parlamento regional”, defende Roberto Almada, em declarações ao Económico Madeira.

Com esta posição, Roberto Almada exclui qualquer hipótese de apresentar uma eventual candidatura à liderança do BE na Madeira, e até mesmo de integrar qualquer lista candidata na próxima convenção do BE, que se deve realizar em março. Contudo, Roberto Almada diz que na política não existem “decisões irrevogáveis”, sublinhando que “nunca foi insensível” aos argumentos de pessoas, militantes e dirigentes.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor. Edição do Económico Madeira de 4 de outubro.

Recomendadas

Porto Bay inaugura novo hotel na Madeira

O grupo hoteleiro Porto Bay vai inaugurar esta segunda-feira um novo hotel na Madeira chamado Les Suits at The Cliff Bay. Trata-se de uma unidade hoteleira de cinco estrelas com 25 suítes de luxo, localizado na Estrada Monumental, no Funchal, com uma área de seis mil metros quadrados. A unidade possui um restaurante que será […]

Preços dos combustíveis baixa na Madeira

A gasolina passa dos 1,483 para os 1,478 euros por litro, e o gasóleo passa dos 1,266 para os 1,265 euros por litro.

Premium“Empresas da Zona Franca estão a reagir bem ao novo regime”

TPMc trabalha com 160 empresas que estão instaladas na Zona Franca. Diretora geral diz que o novo regime, que entra em vigor no próximo ano, está a ser encarado de forma “positiva” pelos clientes internacionais.
Comentários