Perto de 10 mil escolhem cursos técnicos superiores profissionais

Têm sido uma das apostas do Governo. Este ano letivo, as instituições de ensino superior públicas estimam vir a receber 9 625 novos alunos nos CTSP.

Os cursos técnicos superiores profissionais, também conhecidos pela sigla TESP’s, têm sido uma das grandes apostas do Governo. Este ano letivo, as instituições de ensino superior públicas que os ministram estimam vir a receber 9.625 novos alunos.

Segundo informação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, estas formações curtas deverão crescer este ano cerca de 25% em número de estudantes.

Lecionados exclusivamente no ensino superior politécnico, os TESP’s têm a duração típica de dois anos e são orientados para uma atividade profissional. O ingresso realiza-se através de um concurso da responsabilidade de cada instituição de ensino superior.

Podem ingressar nos cursos técnicos superiores profissionais os estudantes que tenham concluído o ensino secundário em qualquer uma das suas vertentes (cursos científico-humanísticos, profissionais, tecnológicos, etc.). As áreas de formação no ensino secundário que permitem concorrer a cada curso técnico superior profissional são fixadas por cada instituição de ensino superior.

As formações curtas de âmbito superior iniciaram-se em Portugal em 2005 através dos Cursos de especialização Tecnológica (CET’s), tendo sido posteriormente alterado o seu funcionamento no ano letivo de 2014-2015 através da criação dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais.

No ano letivo de 2017-2018 encontravam-se perto de 13 mil alunos inscritos em TESP’s na totalidade de ensino superior.

Na lista pode consultar as previsões de politécnico a politécnico.

 

 

Ler mais
Recomendadas

Custo das rendas pode deixar quase 20 mil alunos sem professores

Câmaras municipais pedem apoio ao Governo para fixar docentes que estejam longe de casa.

Quem é quem na Educação e no Ensino Superior

No novo Governo, a tónica não foi mudar o elenco mas sim apostar na continuidade.Tiago Brandão Rodrigues é o primeiro ministro da Educação na história da democracia a ser reconduzido no cargo.

Educar os jovens para combater a corrupção

Os valores ganham-se em pequeno. É esse o princípio do concurso lançado pelo Conselho de Prevenção da Corrupção para crianças e jovens, que este ano é alargado ao pré-escolar.
Comentários